St. Maarten/St. Martin

O governo de Sint Maarten, no Caribe, está prestando atenção especial ao desenvolvimento de novas variantes do COVID-19, que parecem ser mais contagiosas. Por isso, e no esforço de proteger seus cidadãos, a proibição de entrada de pessoas dos seguintes países acaba de entrar em vigor no dia 27 de janeiro e até novo aviso: Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Colômbia, República Dominicana, Equador, Guiana Francesa, Guiana, Paraguai, Peru, África do Sul, Suriname, Reino Unido, Uruguai e Venezuela.

A medida foi informada pela ministra responsável pelo Ministério do Turismo, Economia, Transportes e Comunicações, Ludmila de Weever. O aeroporto Princesa Juliana, localizado na ilha, é uma das principais portas de entrada para aquela região do Caribe e recebe voos de várias partes do mundo. Ele atende turistas que viajam também para o lado francês do território, Saint Martin, e para outras ilhas como Anguilla e Saint Barth.

As autoridades locais estão auxiliando os turistas dos referidos países que se encontram na ilha atualmente, para que possam regressar aos seus destinos. Foram dadas duas semanas de prazo para que todos possam cuidar dos trâmites com tranquilidade.