Motor Embraer E195-E2

A Pratt & Whitney enviou um comunicado aos clientes dos motores PW1900G, que equipam aviões Embraer E195-E2, para que uma nova atualização seja implementada no software de controle eletrônico do motor.

De acordo com a fabricante, a atualização segue o mesmo conceito da correção aplicada no PW1500G da Pratt & Whitney, que equipa o Airbus A220, e evita um desgaste prematuro de componentes internos da parte quente do motor.

Embraer

Os investigadores encontraram uma relação entre um fenômeno de ressonância acústica quando o motor está em alta rotação, e os danos nos componentes internos. A atualização corrige a posição de pás direcionadoras do fluxo de ar, e evita esse problema da ressonância.

Vale ressaltar que o Airbus A220 também ganhou uma atualização semelhante de software, sem precisar de modificações físicas para corrigir os problemas.

Foto: Pedro Viana/Aeroflap

A ANAC ordenou que uma atualização do software de controle eletrônico do motor seja realizada dentro de 12 meses. A agência também disse que o software anterior à versão 9.5.6 deve ser alterado para a versão 9.5.6.7 ou posterior.

Anteriormente o E195-E2 enfrentava uma redução de altitude do voo e da velocidade do mesmo, para evitar que o motor superasse 96% de N1, ou uma geração de potência acima de 93% da capacidade do mesmo acima de 33000 pés. A finalidade era evitar problemas semelhantes aos do A220, enquanto a P&W desenvolvia uma solução definitiva.

Com o novo software, o Embraer E195-E2 poderá ter suas operações normalizadas seguindo os limites de projeto da aeronave.

A ANAC ainda aproveitou para relatar que o motor PW1900G pode ser novamente atualizado, caso a fabricante solicite correções correlacionadas entre os motores que equipam o E195-E2 e o A220.

 

Com informações de FlightGlobal.