Drone Ucrânia Rússia
Foto: Twitter @ ArmyInform/Reprodução

O drone russo Orlan-10 chamou a atenção após a descoberta da sua tecnologia interna nada robusta ou ‘faça você mesmo’, onde um soldado da Ucrânia analisa os detalhes do drone que tem sido empregado como um guia para a artilharia do exército russo.

A guerra entre a Rússia e a Ucrânia mostrou para o mundo o quanto a tecnologia é um ponto fundamental para o avanço estratégico no combate. Nas últimas semanas, o uso de drones tem sido importante para o arranjo rápido de informações das tropas inimigas. 

No vídeo divulgado pelo Ministério da Defesa da Ucrânia, é possível ver que um dos principais olhos do drone é que uma câmera DSLR da Canon, durante a desmonte também foi descoberto que o tanque de combustível nada mais é que uma garrafa convencional, similar a de um refrigerante.

Veja o vídeo do ‘unboxing’ na íntegra: 

Utilizada para captar imagens do exército ucraniano, a principal câmera do drone é uma Canon T6i lançada em 2015, o objeto eletrônico ficava acoplado por um velcro em uma placa personalizada. Além disso, o botão da câmera era colado no modo de gravação de vídeo, para que a mesma não mudasse de função durante o voo.

Curiosamente, o casco e o motor são de fabricação russa, enquanto os componentes eletrônicos são oriundos de Taiwan.

Ainda que a tecnologia tenha sido ridicularizada, o uso de tecnologias militares tem se tornado mais caras e pouco acessíveis, justificando o uso de tecnologias mais “baratas” para o emprego de vigilância e espionagem, tornando o Orlan-10 uma opção bastante atrativa.

Drone Ucrânia Rússia
O drone russo espião Orlan-10 durante o seu lançamento por uma espécie de catapulta Foto: Mil.ru (CC BY 4.0)

Mesmo que use uma tecnologia simples, informações da mídia ucraniana sugerem que o drone russo custe entre US $87.000 e US $120.000 por unidade.

Com informações: PetaPixel