Foto - Southwest

Em 5 de fevereiro, a Southwest Airlines anunciou que compartilharia US$ 667 milhões com seus funcionários por meio do seu ProfitSharing Plan 2019. 

Em um ano desafiador para a empresa, o lucro compartilhado com os funcionários incluirá uma compensação da Boeing relacionada ao Boeing 737 MAX.

“Nossos funcionários obtiveram resultados excelentes, apesar de um ano desafiador, e é um prazer recompensar nosso pessoal por tudo que contribui para nosso sucesso contínuo. Reconhecemos sua determinação, persistência, resiliência e dedicação um ao outro, nossos clientes e nossa causa”, Gary Kelly, Presidente do Conselho e CEO da Southwest Airliens

De acordo com o comunicado de imprensa da companhia aérea , o prêmio de participação nos lucros de US$ 667 milhões equivale a US$ 1,8 milhão por dia em que os funcionários trabalharam no ano passado. Dividido entre os trabalhadores da Southwest, significa o salário de seis semanas para cada funcionário.

Foto – Southwest

Alguns funcionários receberão todo o prêmio de participação nos lucros como uma contribuição para suas contas de aposentadoria, conforme especificado em seus acordos de negociação coletiva.

A Southwest também contribuiu com US$ 925 milhões em benefícios de saúde e bem-estar, além de US$ 542 milhões em planos de poupança para aposentadoria de funcionários – conhecidos como 401 (k)s nos Estados Unidos. No total, as contribuições de aposentadoria e benefícios da Southwest para os funcionários em 2019 foram de US$ 2,1 bilhões.

A Southwest não é a única companhia aérea dos EUA a ter um programa de participação nos lucros. A Delta Airlines vai compartilhar U$$ 1,6 bilhão, ou cerca de dois meses de salário, com seus funcionários. A American Airlines gastará US$ 213 milhões em seu programa de participação nos lucros. Finalmente, a United Airlines pagará cerca de US$ 491 milhões aos funcionários.


 

DEIXE UMA RESPOSTA