Global 7000 em testes. Foto - Bombardier/Divulgação

A Bombardier está vendendo seus negócios de aeroestruturas para a Spirit AeroSystems, com sede nos EUA, um acordo que inclui sua operação em Belfast e outras instalações em Marrocos e nos EUA.

O acordo faz parte da estratégia da Bombardier de vender suas atividades de aeronaves comerciais, em favor da concentração na aviação executiva e na divisão ferroviária.

A Bombardier diz que a transação compreende uma contrapartida de US$ 500 milhões em dinheiro e a assunção de passivos, com um valor contábil total de mais de US$ 700 milhões.

“Estamos confiantes de que a aquisição da Spirit desses ativos de aeroestruturas é o melhor resultado para clientes, funcionários e acionistas”, diz Alain Bellemare, chefe da Bombardier.

A Spirit AeroSystems assumirá a fábrica de componentes do Airbus A220 em Belfast, bem como as instalações de engenharia e aeroestruturas da Bombardier em Casablanca e sua divisão de manutenção em Dallas.

Também continuará fornecendo estruturas, componentes e peças sobressalentes para as linhas de jato executivo da fabricante canadense.

A Bombardier estima em cerca de US$ 1 bilhão às receitas anuais dos negócios e afirma que eles gerarão uma margem EBITDA ajustada de cerca de 12%.


A Spirit é conhecida por ser uma grande fornecedora, nos EUA, de componentes para aeronaves da Boeing.

A empresa, que deve fechar no primeiro semestre do ano que vem, “simplifica” suas atividades de aeroestruturas em suas operações principais em Montreal, México e Texas, reforçando sua liquidez.

 

Via – FlightGlobal

DEIXE UMA RESPOSTA