Boeing 737 MAX Spirit AeroSystems
Foto - Divulgação

A Spirit AeroSystems é responsável por fabricar diversas estruturas para inúmeras aeronaves em especial as aeronaves da Boeing. Diante do cenário não favoravel para a Boeing nesses últimos anos, a Spirit acabou sendo atingida com os problemas a fabricante americana.

Nesta terça-feira(23) a empresa anunciou que seus resultados trimestrais mostraram uma queda de 55% em suas receitas. As perdas já eram esperadas, mas a empresa esperava que fossem perdas menores.

As quedas nas receitas já eram esperadas devido a Boeing suspender por meses a produção do 737 MAX. A Spirit recebe da Boeing boa parte de suas receitas, que também foi seriamente afetada por conta da suspensão de voos com o modelo.

Além disso, a pandemia de Covid-19 fez com que todos os níveis de todas as partes da aviação, desde as viagens até as fabricantes caíssem em grandes volumes. Mesmo com os níveis caminhando lentamente, a Spirit espera conseguir reverter um pouco do prejuízo já que o 737 MAX voltou a voar há quase 3 meses.

Além da Boeing, a Spirit também fabrica peças para a Airbus porém em uma escala menor. Mas ainda sim teve queda também nas receitas vindas da fabricante europeia, com as perdas relatadas as ações da empresa tiveram queda de 3%.

“2020 foi um dos anos mais desafiadores da história da aviação. Para a Spirit, o aterramento do 737 MAX e a pandemia COVID-19 criaram uma crise dupla ”, disse Tom Gentile, CEO da Spirit.

Em números, as entregas de fuselagens do 737 MAX tiveram uma redução de 153 para apenas 19 fuselagens. Em entregas totais, houve uma redução de 48,9% de todas as fuselagens feitas pela Spirit as fabricantes. O prejuízo total ficou em US$ 295 milhões, tendo sua receita com queda de 55% no valor de US$ 876 milhões.

 

Fonte: Reuters