Mais uma companhia aérea está sofrendo problemas com o motor Pratt & Whitney Pure Power que equipa as aeronaves A320neo. Desta vez a americana Spirit Airlines reportou que precisou paralisar parte da sua frota de aeronaves A320neo para realizar reparos não planejados nos motores.

O problema enfrentado pela Spirit Airlines pode ser diferente de outros aferidos pela Pratt & Whitney, agora a companhia encontra o erro “Motor Oil Chip Detected” nos seus motores Pure Power, diferente de todos os problemas relatados anteriormente sobre o motor PW1100G, que equipa as aeronaves A320neo.

Em detalhe, motor da Pratt & Whitney equipando um Airbus A320neo.

A Spirit Airlines também recomendou que seus pilotos não voassem acima de 30 mil pés com as aeronaves A320neo, isso para tentar reduzir os esforços nos motores. A IndiGo também teve uma atitude semelhante ao reduzir o teto máximo do A320neo para 30000 pés temporariamente, como uma forma de evitar maiores problemas.

Para contornar a situação das aeronaves que estão paradas, a Spirit Airlines está contando temporariamente com os serviços da Miami Air, uma companhia que realiza voos Charters. A concorrente da Spirit Airlines, a Frontier Airlines, escolheu a motorização CFM Leap-1A para equipar suas aeronaves e portanto não enfrenta maiores problemas.

 

Via – Airways Magazine