Boeing 737 MAX Lion Air Indonésia

A Lion Air foi uma das companhias aéreas envolvidas nos dois acidentes fatais com o Boeing 737 MAX, desde então a empresa não havia retomado voos com o modelo. A Indonésia já autorizou o retorno do avião aos voos regulares desde o final de 2021.

Na manhã desta segunda-feira (11), o CEO da Lion Air Rusdi Kirana, disse que a empresa está empenhada e comprometida a retomar as operações com o Boeing 737 MAX. Além disso, foi anunciado também que a subsidiária Batik Air também passará a contar com o modelo em sua frota.

O Grupo Lion Air tem mais de 200 aeronaves 737 MAX encomendadas, tanto da versão -8 como da versão -9 para todas as empresas do grupo. Kirana disse ainda durante a entrevista que as operações com o modelo da Boeing já foram retomadas.

O CEO acrescenta ainda que a companhia deverá operar cerca de 18 aviões 737 MAX em sua frota até o final do ano. Atualmente há três aeronaves na frota com mais quatro para serem entregues nas próximas semanas.

“A Boeing gastou muito tempo tornando o 737 MAX seguro para viagens… Temos mais de 200 aviões encomendados com a Boeing e continuaremos recebendo porque precisamos de aviões adicionais à medida que a demanda aumenta para que possamos deixar os preços das passagens mais baixos,” afirma.  

A Lion Air está trabalhando de forma conjunta com as autoridades para certificar e autorizar a operação da variante MAX 9 no país. A empresa espera receber seu primeiro avião do tipo no começo de 2023.

 

 

Com informações da Airways Magazine.