Caças Su-27 Flanker e MiG-29 Fulcrum das equipes Russian Knights e Strizhi. Foto: KRET press-service via Russian Aviation.

A estatal russa Rostec pretende unificar aos escritórios de design Sukhoi e Mikoyan em uma única companhia de desenvolvimento de aeronaves, sediada em Moscou. Dessa maneira, as lendárias fabricantes deixarão de existir como empresas independentes. 

A nova companhia se chamará Centro Corporativo de Fabricação de Aeronaves e também se tornará a organização administrativa da Tupolev, Ilyushin e Irkut, disse um comunicado da Rostec. 

Segundo Sergei Chemezov, chefe da Rostec, as reformas visam atender às necessidades do país para aeronaves modernas para fins de transporte aéreo, além de aumentar a competitividade de aeronaves civis domésticas.

MiG-29M Fulcrum.

“Estamos formando em Moscou uma organização de gerenciamento unificado e um centro unificado de competências de design para todas as empresas UAC. Reformas sistêmicas devem melhorar a estrutura da empresa e resolver os problemas de estabilidade financeira, aumentar a competitividade das aeronaves civis domésticas e cobrir as necessidades significativas da Rússia em aeronaves modernas para transporte de passageiros”, disse Sergei. 

O anúncio da fusão veio no dia 16 de março após uma reunião com lideranças da Rostec e da United Aircraft Corporation (UAC), conglomerado que também fará parte das mudanças. 

As reformas serão implantadas ao longo dos anos através de etapas, focando apenas nas áreas administrativas, sem afetar os departamentos de engenharia. As novas mudanças vão otimizar funcionários, controlarão dívidas e reduzir custos de não-produção.

Segundo o pravda.ru, a UAC tem mais de 20 mil funcionários só em Moscou, dois quais 15 mil são engenheiros e designers. Os 5000 restantes são funcionários administrativos.

Já o Defense World aponta que “as escolas de design permanecerão independentes, receberão novas oportunidades de desenvolvimento, bem como melhores condições de trabalho.”

Su-35S Flanker-E carregando bombas KAB-1500L guiadas por laser e mísseis ar-ar R-77 e R-73. Foto: Vitaliy Yurtaev.

“As transformações estruturais, visam aumentar a utilização das capacidades de produção e a produtividade do trabalho. O efeito de otimização cumulativa das transformações em andamento deve ser de até 130 bilhões de rublos ”, afirma o diretor geral da UAC, Yuri Slyusar.

Criada em 2006, a UAC é um conglomerado que reúne as fabricantes Sukhoi, Mikoyan, Tupolev, Ilyushin, Beriev, Yakovlev e Irkut. Em 2018 a companhia passou a fazer parte da Rostec após um decreto do presidente russo Vladimir Putin que passou mais de 90% das ações da UAC para a Rostec.