Airbus A340 Swiss

A Swiss, companhia aérea de bandeira anunciou que irá retirar de sua frota cinco aeronaves. Em um comunicado divulgado hoje (15), a empresa disse que espera uma queda de pelo menos 20% na demanda.

Com a redução da frota, a Swiss também irá cortar 492 funcionários. Desses, 394 são tripulantes, 131 funcionários de solo e mais 54 mecânicos. Esse número poderá chegar à 1.700 funcionários até o final do ano dependendo das avaliações feitas pela Swiss.

“Lamento sinceramente por todos os nossos funcionários que estão sendo notificados e é com profundo pesar que estamos tendo que tomar essa ação radical em resposta às mudanças estruturais que nosso setor está passando.”

“Estamos convencidos, porém, de que este é o caminho certo a seguir se quisermos pagar nossos empréstimos bancários, recuperar nossa capacidade de investir e manter nossas credenciais competitivas.” Disse Dieter Vranckx, CEO da Swiss.

Ao todo, a frota da Swiss tem 92 aeronaves com 63 ativas. A frota é composta por aeronaves Airbus A220, A320, A330 e A340 além do Boeing 777-300ER. 

“No futuro, a SWISS será menor. Mas também será mais focado, mais digital, mais eficiente e mais sustentável. A transformação planejada será conduzida nos próximos três anos por meio de nosso programa estratégico de ‘alcance’, com o qual pretendemos realinhar nossa empresa à mudança da situação do mercado e obter economias de custos sustentáveis ​​de cerca de CHF 500 milhões ($ 556,15 milhões).” Afirmou o CEO.

A Swiss afirmou que incialmente serão retiradas cinco aeronaves porém disse que será entre o Airbus A330 e A340 que fazem parte da frota de longo curso. Posteriormente outras cinco aeronaves da frota de voos curtos e médios poderão ser retirados de operação dependendo da avaliação do mercado.