O Embraer T-27 Tucano foi um dos principais projetos do Kovács- Foto: FAB

O T-27 com a pintura comemorativa dos 30 anos de uso na FAB irá para o acervo do MUSAL (Museu Aeroespacial), em Campos dos Afonso-RJ.

A aeronave foi desmontada pelo Grupo Logístico (GLOG) da Academia da Força Aérea (AFA) e colocada em uma carreta que levará o Tucano até o MUSAL.

O Tucano recebeu a pintura especial no ano de 2013 e desde então vem cumprindo o que os T-27 Tucano fazem na AFA, a instrução final dos cadetes, que começam voando o T-25 Universal e no quatro e último ano voam o T-27 tucano.

Ao logo destes mais de 30 anos, o T-27 cumpriu bastante para a formação de aviadores da FAB, a aeronave foi fruto de uma parceria entre a Embraer e a FAB nos anos 80. O resultado final foi uma aeronave que manobrável, com equipamentos mais modernos e que já situa-se o piloto a um voo parecido com o de caças.

O sucesso do T-27 não foi apenas no Brasil, as vendas internacionais foram destaques, algumas delas foram para, Argentina, Colômbia, Peru. O Tucano chegou inclusive na Europa, quando o Reino Unido decidiu usar ela como aeronave de treino básico e a construiu sob licença em território inglês.

O T-27 também foi marcado por sua história dentro da Esquadrilha da Fumaça. O time de demonstração da FAB ficou encarregado de apresentar ao mundo a capacidade da indústria aeronáutica brasileira. Os tucanos ficaram mais de 30 anos na fumaça, sendo aposentados em 2013.

Ao longo destes anos os T-27 já foram vermelhos e brancos, e depois ficaram com as cores da bandeira nacional.


Quatrilho de T-27 Tucanos do EDA- Foto: Sgt Washington/ FAB

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA