Caças F-16B e F-16A da ROCAF.

Segundo um oficial da Força Aérea, Taiwan já modernizou 42 caças F-16A/B Fighting Falcon para o padrão F-16V. Ao todo, 141 aeronaves devem receber o upgrade que inclui a adição do radar de varredura eletrônica ativa (AESA) APG-83 Scalable Agile Beam Radar.

De acordo com a Flightglobal, os comentários podem ser atribuídos ao chefe de Estado-Maior da Força Aérea de Taiwan (ROCAF), Huang Chih-wei, que estava respondendo questionamentos de legisladores do país. 

Huang também destacou o impacto dos constantes voos chineses na região, apontando que foram gastos mais de US$1,05 bilhão em interceptações de aeronaves chinesas na zona de identificação de defesa aérea que circunda o país. 

As modernizações estão sendo conduzidas pela taiwanesa AIDC (Aerospace Industrial Development Corporation) em conjunto com a Lockheed, atual fabricante do caça desenvolvido orginalmente pela General Dynamics.

F-16V da ROCAF com mísseis anti-navio Harpoon e mísseis ar-ar AMRAAM e Sidewinder. Foto: ROCAF.

O custo geral do programa é avaliado em US$ 3,7 bilhões e traz atualizações no radar, computador de missão, sistema de guerra eletrônica e fuselagem. Fora os 141 caças a serem modernizados, Taiwan também adquiriu 66 F-16V novos de fábrica que devem ser entregues entre 2023 e 2026. A Força Aérea Sul-Coreana também está modernizando seus caças F-16. 

Além dos F-16, Taiwan também opera os caças Dassault Mirage 2000, o F-CK-1 Ching-Kuo, e está no processo de aposentadoria dos F-5E/F Tiger II.

Caças Mirage 2000 e F-CK-1 da Força Aérea Taiwanesa. Foto: Ministério da Defesa Taiwanês.