A TAP Air Portugal, após receber ameaças do Governo Maduro da Venezuela, anunciou hoje (18/02) o cancelamento dos seus voos de Lisboa para Caracas, capital da Venezuela.

Os voos foram cancelados devido à um bloqueio de 90 dias do Governo Venezuelano, que acusa a TAP de conspirar a favor da oposição, visto que um familiar de Juan Guaidó, opositor de Maduro, foi transportado em um voo de Lisboa para Caaracas.

O regime ditatorial prendeu o tio de Guaidó, Juan Márquez, logo após o desembarque na capital venezuelana, visto que descumpriu uma proibição de viajar ao exterior, imposta pelo governo local.

Como resultado de toda essa confusão, a TAP anunciou o cancelamento do voo TP173, operado com aeronaves Boeing 767-300ER da Euroatlantic, em regime de wet-leasing.

Esse era um dos poucos voos da Venezuela para a Europa, e operado duas vezes por semana, sempre às terças-feiras e sábado.

Os passageiros estão recebendo o reembolso completo das suas passagens aéreas, mesmos aquelas pagas por milhas, ou a realocação em voos de outras companhias aéreas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA