A companhia aérea de bandeira, TAP Portugal, está atravessando um momento de resseção devido a crise que a aviação enfrenta. A TAP está com bastante dividas e planeja reduzir a frota e o quadro de funcionários para tentar equilibrar as contas.

Segundo um jornal local, a companhia portuguesa está pretendendo cortar cerca de 3.600 empregos para aliviar a folha salarial. Além disso a TAP poderá devolver 17 aeronaves para reduzir os custos operacionais e a queima de caixa. 

Ainda segundo o jornal, a empresa também pretende reduzir os atuais salários em pelo menos € 187,5 milhões ($ 225 milhões) ao ano. A TAP está em busca de um empréstimo com o governo local no valor de € 1,2 milhões (US$ 1,44 milhões).

Especula-se que cerca de 1600 contratos não serão renovados para 2021. Cerca de 500 pilotos, 750 tripulantes e 750 funcionários de solo terão seus empregos cortados. A TAP ainda está em busca de finalizar um plano de reestruturação, o prazo para entregar o novo plano se encerra em 10 dias. 

Os sindicatos não estão de acordo com tantos cortes que serão promovidos pela TAP. No final de semana o secretario geral do sindicato dos trabalhadores da aviação e de aeroportos repudiou as atitudes da TAP em cortar diversos empregos de uma vez.

“É isso que a TAP quer, para não pagar os nossos salários. As medidas apresentadas até agora são estúpidas, provocativas e irrealistas”. Disse o secretário em nota.

O secretario acredita que caso a companhia aérea consiga tudo que está em busca, vai significar o fim da companhia estatal. A TAP não tem tido bons resultados nos últimos anos, e com a crise do Covid-19 a situação aparentemente se agravou.

Há pouco tempo, o governo português estava disposto a aumentar sua participação na TAP para tentar salvar a empresa. Primeiro-Ministro António Costa, disse que uma reestruturação completa na empresa teria de ser feito tudo “cirurgicamente”, entretanto com algumas situações que a TAP ainda precisará passar. 

A revista da TAP a bordo que teria como foco mostrar e atrair o turismo para Portugal, havia sido suspensa por causa do Covid-19. Entretanto, devido aos problemas financeiros, a companhia parece ter cancelado definitivamente. 

DEIXE UMA RESPOSTA