Thales Brasil
Foto: Divulgação/Thales

A Thales, empresa francesa de alta tecnologia responsável por equipamentos instalados em 2 de cada 3 aviões que decolam ou pousam no mundo, ampliou sua unidade em São Bernardo do Campo (SP) e inaugurou seu primeiro Centro de Serviços para Aviônicos da América Latina.

Com a novidade, a Thales amplia seu portfólio de serviços no Brasil para a aviação civil e militar, que já incluía tecnologia de entretenimento de bordo, para reparos de aviônicos, controles de voo e sistemas elétricos de aeronaves.

“Nosso novo centro de excelência no Brasil vai oferecer soluções de manutenção de alta performance localmente. Além dos produtos ligados à manutenção, a Thales oferece uma ampla gama de soluções digitais que melhoram a operação das aeronaves, como soluções para otimização de operação de voo (Aviobook), para proteção e segurança cibernética e muitos outros”, afirma Eric Huber, VP Global de Serviços de Aviação e de Aviônicos.

Na foto, Eric Huber, VP Global de Serviços de Aviação e de Aviônicos.

A atuação local da Thales nesse segmento torna a aviação civil brasileira ainda mais efetiva, traz benefícios adicionais para Forças Armadas e Aeronáutica, e abre espaço para mais formação e capacitação de profissionais, além de reduzir o tempo de solo das aeronaves para a manutenção, já que não será necessário enviar esses equipamentos para fora do país.

As certificações da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) e da Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA) para fazer os reparos no país foram concedidas à empresa em 2018 e 2020 respectivamente.

“A inovação não para durante as crises, pelo contrário. Nós desenvolvemos constantemente novas soluções para ter voos mais seguros e contribuir para a redução de emissão de carbono na aviação. Uma área em que temos percebido grandes necessidades é a de segurança cibernética. Durante o ano passado, o número de ataques desse tipo cresceu dramaticamente e, na Thales, sempre estamos preparados para ajudar os clientes com soluções confiáveis para um mundo em constante mudança”, diz Eric. 

 

Expansão da Thales no Brasil

A nova área também vai abrigar o desenvolvimento e a integração das atividades dos sistemas de rastreamento e novas soluções de radar, como sistemas antidrones, radares holográficos, radares costeiros, radares 3D e radares navais. O espaço ainda ganhou uma sala para o Programa Formare, projeto de responsabilidade social corporativa em parceria com a Fundação Iochpe, e um novo centro de treinamento.

Com o acréscimo inicial de 1.400 m2, ao final da expansão a planta passará a ter 10 mil m2. Cerca de 50 profissionais altamente qualificados, como engenheiros, técnicos, desenvolvedores de software e gestores, serão contratados para atender a demanda da expansão no Brasil e outros 94 na América Latina.

Para inspirar localmente o desenvolvimento de talentos, a empresa tem uma parceria de longa data com as universidades brasileiras, na região especialmente com a Universidade Federal do Grande ABC (UFABC).

Mesmo com a pandemia do coronavírus, a Thales seguiu crescendo no país. Em 2018, a Omnisys, subsidiária da Thales no Brasil, assinou contrato com a Força Aérea Brasileira para entregar três estações de radar (compostas por radares primários LP23SST-NG e secundários RSM970S de controle de tráfego aéreo e vigilância) para combater o tráfico de drogas e todos os tipos de contrabando na fronteira aérea do Centro-Oeste.

A estação de radar localizada em Corumbá foi entregue em 2020 e Porto Murtinho em 2021, ambas no Mato Grosso do Sul. No final de junho de 2021, o último radar desse contrato foi inaugurado em Ponta Porã (MS). A empresa também assinou recentemente um contrato com a Força Aérea para a entrega de dois radares secundários para monitorar o espaço aéreo do Nordeste do país.

Nos últimos 5 anos, a Thales triplicou sua receita no Brasil. Desde 2015, a empresa investiu cerca de 6,2 bilhões de euros (R$ 38,4 bilhões) em crescimento, transferência de tecnologia e inovação no país, incluindo um novo Centro de Customização de Cartões em Pinhais (PR), sendo a única empresa do setor no Brasil a ter duas áreas exclusivas para atendimento de customização; a Sala de Metodologias Ativas em Itajubá (MG), em parceria com a Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), para aplicar métodos de aprendizagem que reproduzam o ambiente dinâmico de negócios; e seu primeiro Design Center da América Latina, em São Bernardo do Campo (SP), para aprimorar a busca por novos mercados e soluções e desenvolvimento de produtos e serviços. A meta global da Thales é crescer 10% nos próximos 5 anos.

 

DEIXE UMA RESPOSTA