Tom Cruise Fallon Top Gun MiG-28 F-5
Usando o capacete do seu personagem Pete 'Maverick' Mitchell, Tom Cruise voou em caça F-5 com pintura semelhante à usada por caças F-5 nas gravações de Top Gun: Ases Indomáveis. Foto: NAS Fallon/Marinha dos EUA.

Top Gun: Maverick já é a maior bilheteria deste ano, tendo ultrapassado a marca de US$ 1 bilhão há quase uma semana. Com o lançamento do filme, mais e mais detalhes sobre a produção do longa metragem tem surgido e o mais recente deles é que Tom Cruise voou em um caça F-5 pintado de forma similar ao ‘MiG-28’ do primeiro filme, Top Gun: Ases Indomáveis (1986).

No mês passado, a Estação Aeronaval de Fallon, uma base da Marinha dos EUA em Nevada, publicou quase 40 fotos que mostram Cruise interagindo com militares e civis na base durante a produção do novo Top Gun.

Tom Cruise ao lado dos aviadores da Marinha e o F-5F Tiger II ao fundo. Foto: NAS Fallon/Marinha dos EUA.

Duas imagens mostram Cruise ao lado de dois pilotos do esquadrão VFC-13 Saints. Os três homens estão juntos de um caça F-5F Tiger II de dois assentos, usando o traje de voo completo (macacão, anti-g, máscaras e capacete), indicando que Cruise “deu uma voltinha” no avião. 

Tom ainda estava com o característico capacete de seu personagem Pete ‘Maverick’ Mitchell. 

Tom Cruise Fallon Top Gun MiG-28 F-5
Foto: NAS Fallon/Marinha dos EUA.

O VFC-13 opera caças F-5N e F-5F Tiger II fazendo o papel de adversários (Aggressor) em treinamentos de combate aéreo. Por isso os aviões recebem marcações semelhantes às usadas em aeronaves russas. 

O avião em questão é um F-5F, de BuNo (matrícula) 761580, que curiosamente usa uma pintura preta com detalhes em vermelho e amarelo, lembrando a mesma usada pelos “MiG-28” no primeiro filme. 

F-5F 761580/AF-20 VFC-13 - USNavy

Durante as gravações do Top Gun original, em agosto de 1985, a Marinha cedeu quatro F-5E e dois F-5F do esquadrão VF-43 Challengers para servirem de inimigo no filme (como já era usado da mesma forma, fora da “quarta parede”). Os aviões, antes camuflados, foram pintados de preto e receberam uma estrela vermelha com um círculo amarelo na cauda.

A pintura foi aplicada rapidamente, de forma que já estava descascando nos aviões, algo que é possível notar durante o filme. De qualquer forma, o lendário F-5 imortalizou o papel do fictício MiG-28. 

F-5 + F-5 = F-5F

Um dos pilotos ao lado de Tom Cruise é Brad Holeski. O aviador também é fotógrafo e em uma postagem no Instagram ele conta que o F-5F é, na verdade, um “Franken-Tiger.”

O nome pode parecer estranho, mas faz sentido. Há alguns anos a Marinha dos EUA estava precisando de mais F-5F, mas este modelo é raro e caro no mercado. Para resolver a situação, a Marinha criou seus próprios Franken-Tiger, unindo a fuselagem frontal de três F-5F com a fuselagem traseira de outros três F-5E, adquiridos da Suíça e com menos horas de voo. 

Os Franken-Tiger foram distribuídos entre três esquadrões: VFC-111 Sundowners, o VMFT-401 Snipers, dos Fuzileiros Navais, e o VFC-13 onde Tom Cruise voou.