Top Gun Maverick
Foto: Paramount Brasil/Reprodução

O filme Top Gun: Maverick é com certeza um dos maiores lançamentos do cinema em 2022. Com cenas reais envolvendo combate e aviões de caça, o filme protagonizado por Tom Cruise, como Capitão Maverick, custou bastante caro para ser produzido.

De acordo com o Fortune, a Paramount precisou desembolsar US$ 11374 por cada hora de voo, em cada caça F/A-18 Super Hornet. O pagamento foi realizado para a Marinha dos EUA, como compensação pelo uso das aeronaves. Para filmagens em treinamento de pilotos a Marinha dos EUA não cobra essa compensação.

A exigência de cenas reais partiu de Tom Cruise, para gravar a sequência de Tom Gun: Asas Indomáveis. O orçamento total do longa metragem é de US$ 152 milhões.

Vale ressaltar que o filme foi produzido entre 2018 e 2019, quando o preço dos combustíveis ainda não estavam em descontrole pelo mundo. Os aviões foram utilizados pelo Tom Cruise e os atores, para a composição das cenas reais, mas pilotados unicamente pelos militares da Marinha dos EUA.

Glen Roberts, chefe do escritório de mídia de entretenimento do Pentágono, disse que os atores em nenhum momento chegaram a pilotar os caças, e voaram no assento traseiro dos F/A-18 Biplace. As imagens dos pilotos nos assentos dianteiros foram obtidas através de CGI (Computação Gráfica).

Su-57 Top Gun Maverick Rooster
Cena com caças Su-57 teve participação da Computação Gráfica (CGI).

Assim como no primeiro filme, a Marinha dos EUA disponibilizou os aviões, pilotos, tripulantes técnicos e um porta-aviões para a execução do filme. O roteiro e material final, assim como no longa de 1986, também passaram por uma revisão do Pentágono antes de ir ao público.

Apesar disso, Roberts declarou que nenhuma mudança foi realizada em “Top Gun: Maverick”, ao contrário do primeiro filme que precisou de correções ainda no roteiro.

A produção de Top Gun ainda precisou gastar com o treinamento dos atores para suportarem a Força G durante os voos de gravação, bem como para ejetar de cada caça, se necessário. Outras cenas foram produzidas em CGI pela Paramount.

As cenas foram filmadas a bordo do USS Abraham Lincoln em agosto de 2018 durante um exercício de treinamento envolvendo caças F-35C Lightning II, disse Roberts. A produção também foi filmada na Naval Air Station Lemoore, no centro da Califórnia.