Aeronave da Avianca em Congonhas. Foto - Pedro Viana/Aeroflap

Um pedido de vista de um dos desembargadores do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo), nesta terça-feira (27/08), adiou a decisão sobre o possível cancelamento do plano de recuperação judicial da Avianca e decretação de falência da companhia —o que anularia o leilão de parte dos ativos realizado recentemente.

Dois desembargadores votaram pela decretação da falência e outros dois votaram contra —como houve pedido de vista do quinto desembargador, a continuação do julgamento ficou marcada para o dia 10 de setembro.

A Avianca Brasil está com suas operações paralisadas desde maio deste ano, após a ANAC declarar que a companhia não tinha capacidade de cumprir requisitos de segurança.

Desde abril diversos aviões da empresa foram devolvidos, um leilão de ativos foi realizado em julho, mas seu resultado não teve nenhum efeito, assim como o pagamento dos ganhadores do leilão, a ANAC acabou distribuindo os slots da Avianca Brasil para outras companhias, visto que estes são de concessão pública.

 

Via – Sindicato Nacional dos Aeronautas (com alterações da Aeroflap)