Foto - Camilla Stivelberg/Aeroporto de Brasília

Cerca de cinco aviões do modelo Antonov An-124 estão proibidos de voar, a partir de uma decisão do próprio país fabricante das aeronaves.

Os aviões com as seguintes matrículas estão proibidos de realizar voos: RA-82045, RA-82046, RA-82068, RA-82077 e RA-82078.

Os aviões envolvidos são operados pela Volga-Dnepr Airlines, e de acordo com o Governo de Kiev, a Rosaviation não tem autoridade para certificar alterações na aeronave, somente a própria fabricante, a Antonov, pode conduzir alterações em equipamentos, motores e na estrutura.

An-124 da Volga-Dnepr Airlines.

Desta forma agora esses aviões precisarão passar por uma validação com base em diretrizes da ICAO, que padroniza a aviação no contexto mundial.

Enquanto isso, cinco aviões An-124 da Volga não podem realizar voos, comprometendo significativamente a frota da companhia aérea.

Somente a Antonov tem autorização e capacidade, de acordo com a ICAO, para realizar alterações no An-124, por ser a fabricante da aeronave. A Antonov já declarou que pretende retomar a produção de aviões do modelo An-124 “Ruslan”.

A paralisação pode envolver no futuro algumas aeronaves An-70 e An-140, que também estão envolvidas em um processo judicial.