Tripulantes da LATAM rejeitam proposta de acordo trabalhista

Aeronaves da LATAM na área remota do Aeroporto de Congonhas.

Em votação realizada on-line entre os dias 23 e 27 de julho, os tripulantes associados da Latam Airlines Brasil rejeitaram as propostas de novos Acordos Coletivos de Trabalho apresentadas pela empresa.

– Comissários: 88,6% de votos contrários à proposta, e 11,4% de votos a favor;
– Copilotos: 88,9% de votos contrários, e 11,1% de votos a favor;
– Comandantes: 89,3% de votos contrários, e 10,7% de votos a favor.

O SNA comunicou imediatamente o resultado da votação à Latam, e uma reunião com a empresa foi agendada para essa terça-feira (28/07) para dar prosseguimento às negociações para possíveis novas propostas de acordo.

Na proposta a LATAM continua apostando em mudanças permanentes na remuneração dos tripulantes, mesmo após sair da crise.

Anteriormente os tripulantes e o sindicato criticaram a proposta de mudanças permanentes, ressaltando que aceitam alterações até o final de 2021. Para a LATAM Brasil essa proposta padrão da empresa pode ser difícil de ser aprovada pelos pilotos e comissários de bordo.

Apesar disso, a proposta apresenta uma melhoria nas regras de licença não remunerada e demissão voluntária. 

Anteriormente a GOL e Azul aprovaram uma proposta envolvendo seus tripulantes. Nessas propostas as companhias fizeram um acordo para reduzir salários até o fim de 2021, porém sem a demissão de nenhum tripulante.


Além disso, a GOL e Azul colocaram boas condições nas regras de licença não remunerada e demissão voluntária, obedecendo uma sequência na recontratação desses tripulantes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA