(Reuters) – O presidente norte-americano, Donald Trump, disse nesta quarta-feira que os militares russos precisam sair da Venezuela, dias depois que o contingente russo chegou a Caracas, dizendo que “todas as opções” poderiam acontecer.

“A Rússia tem que sair”, disse Trump aos repórteres durante uma reunião com a esposa do líder da oposição venezuelana, Juan Guaidó. Perguntado como isso poderia ser realizado, Trump disse: “Vamos ver. Todas as opções estão em aberto.”

Esse foi o primeiro pronunciamento do presidente Trump a chegada de aeronaves russas à Caracas neste semana trazendo militares ao país sul-americano.