(Reuters) – Um poderoso tufão trouxe chuvas e ventos fortes ao se aproximar do sul do Japão neste sábado, causando quedas de energia em várias cidades e levando o Aeroporto Internacional Kansai, perto de Osaka, a planejar fechamento temporário das pistas a partir de domingo.

O tufão Trami, classificado como categoria 2 pelo Risco de Tempestade Tropical, no qual a 5 é a mais elevada, é o mais recente a ameaçar o Japão em um ano de preocupações climáticas, incluindo calor, chuvas pesadas e deslizamentos de terra.

As ilhas periféricas na cadeia de Okinawa, cerca de 1 mil quilômetros ao sudoeste de Tóquio, têm sido atingidas por fortes chuvas e altas marés um dia antes da eleição governamental de Okinawa no domingo.
 

Os ventos fortes derrubaram árvores, explodiram uma parede externa de um prédio, deixando nove pessoas feridas em Okinawa. O tufão Trami também causou quedas de energia em mais de 30 cidades, de acordo com a emissora pública NHK.

O Aeroporto Internacional Kansai, em Osaka, no oeste do Japão, que foi fortemente inundado por um tufão no mês passado, anunciou o fechamento das pistas das 11:00 de domingo às 6:00 da manhã de segunda-feira (horário local).

A NHK informou que as companhias aéreas cancelaram mais de 390 voos neste sábado , principalmente os que voavam de ou para Okinawa. Mais cancelamentos estão previstos para domingo.

DEIXE UMA RESPOSTA