Typhoon Espanha Indra
Caças Eurofighter Typhoon da Força Aérea Espanhola. Foto: Geofrey Lee.

A Força Aérea da Turquia (TuAF) poderá se tornar mais uma cliente do caça europeu Eurofighter Typhoon, caso não consiga adquirir mais aviões F-16 dos EUA. 

Ankara e Washington seguem discutindo a venda de 40 caças F-16 e 80 conjuntos de modernização para a TuAF. As conversas correm em meio à tensões antigas entre as duas nações: a Turquia foi expulsa do programa do caça F-35 e teve sua compra de 100 aviões cancelada depois de ter adquirido mísseis antiaéreos S-400 da Rússia. 

A aproximação com a Rússia tem afetado gravemente as relações turco-americanas, de forma que a compra dos F-16 agora é um empecilho. Em setembro de 2021, Ankara solicitou a compra dos aviões, e desde então os países seguem negociando.

F-16 Turquia EUA caça
F-16C da Turquia com mísseis AGM-88 HARM, AIM-9 Sidewinder e AIM-120 AMRAAM. Foto: Robert Sullivan via Wikimedia.

Em outros tempos, o processo seria muito mais rápido e fácil, especialmente porque a Turquia é um membro da OTAN, além de ser o segundo maior operador do F-16, atrás apenas dos EUA. 

No entanto, como observa o portal londrino Middle East Eyeos turcos agora tem uma opção na forma do Eurofighter Typhoon, caso as negociações com Washington não cheguem a um “final feliz”. 

“Os Typhoons são muito bons, de excelente qualidade”, disse uma fonte familiarizada com as considerações internas do governo turco ao portal. “Eles podem ser uma opção temporária até que tenhamos a quinta geração e o TF-X produzido localmente em nossas mãos, é claro, se não conseguirmos os F-16.” 

Em maio, o Comandante da TuAF, General Hasan Kucukakyuz, esteve no Reino Unido, principal país do consórcio Eurofighter. Kucukakyuz se encontrou com o Comandante da Força Aérea Real, Marechal Sir Mike Wingston, e também conheceu a estrutura do Alerta de Reação Rápida da Força Aérea Real, que voa com os caças Typhoon. 

Eurofighter Typhoon RAF Egito Itália
Um par de caças Typhoon FGR.4 da RAF armados com bombas Paveway IV, mísseis ar-solo Brimstone e mísseis ar-ar AMRAM e ASRAAM. Foto: RAF/Coroa Britânica.
Yusuf Erim e Mohammad Walid bin Siraj disseram em um artigo de opinião no Daily Sabah que o Typhoon poderia ser uma opção até melhor que comprar mais F-16 para a numerosa frota da Força Aérea Turca. 
 

Os autores afirmam que o Typhoon “tem um histórico comprovado e é a espinha dorsal da Defesa Aérea Aliada.” O artigo diz que a aprovação do F-16 é um sorteio, enquanto o Eurofighter é a melhor opção para os militares turcos daqui para frente. 

“Desde seu voo inaugural em 1994, o Typhoon foi modernizado e atualizado para ser o caça mais avançado do mercado”, apontam.

Questionado sobre a venda dos Eurofighter Typhoon para a Turquia, um porta-voz do Ministério da Defesa do Reino Unido disse: “A Turquia é um aliado da OTAN e um amigo importante para o Reino Unido. O Reino Unido conversa regularmente com a Turquia sobre cooperação de capacidade, assim como temos conversas semelhantes com outros aliados.”

Eurofighter Typhoon Cockpit Turquia Reino Unido
Cockpit de um Typhoon da RAF. Foto: Sgt. Pete Mobbs/MOD.

Um possível acordo precisaria obter a aprovação da Alemanha, Espanha e Itália, países que também fabricam o Typhoon. No entanto, as relações turco-alemãs são mais delicadas. Berlim tem uma abordagem tradicionalmente cautelosa aos pedidos de armas turcos, pois ainda está bloqueando as exportações de alguns materiais importantes para a indústria de armas turca.

A fonte familiarizada com o pensamento do governo turco disse que os militares turcos poderiam se adaptar facilmente às plataformas Eurofighter, mas ainda exigiria algum trabalho. “Não será muito fácil, mas comparado a um sistema não pertencente à OTAN, será tranquilo.” 

Ao mesmo tempo, o Reino Unido também está contribuindo para o programa do caça stealth turco TF-X. A BAE Systems e a Rolls-Royce estão trabalhando junto da TAI para o desenvolvimento das capacidades furtivas e dos motores do futuro avião.