Foto: Kongsberg/Divulgação

A Ucrânia receberá em breve um novo sistema de defesa aérea diretamente dos Estados Unidos. O sistema NASAMS desenvolvido pelos EUA e Noruega, poderá estar em breve em um pacote de apoio à Ucrânia, de acordo com fontes do governo que revelaram à CNN esta informação.

O anúncio do repasse desse sistema será ainda nesta semana, de acordo com as fontes, e terá função de reforçar defesa da Ucrânia contra ataques aéreos realizados pela Rússia. Por enquanto não há detalhes disponíveis sobre quando exatamente os novos sistemas de defesa aérea serão entregues.

O Sistema Nacional Avançado de Mísseis Terra-Ar, ou NASAMS, é utilizado pelos Estados Unidos na defesa aérea de Washington DC, capital do país e local de moradia do presidente.

Devido às diferenças do NASAMS os militares ucranianos precisarão de um novo treinamento, antes da operação do sistema ser iniciada. Normalmente os EUA fazem este tipo de treinamento, quando de curta duração, em países aliados à OTAN.

Em operação desde 2007, o NASAMS é um sistema de defesa aérea do tipo terra-ar, de médio alcance e altíssima precisão. A comunicação LINK 16, utilizada por aeronaves da Força Aérea dos EUA, é compatível com o sistema, possibilitando que ele seja comandado remotamente, sem um operador em solo.

O seu alcance máximo é de até 35 km, dependendo do míssil utilizado no equipamento. Ele é compatível, em sua última versão, com os mísseis AMRAAM-ER, AIM-9X Sidewinder Block II e AIM-120 AMRAAM.

Devido ao seu alcance, o NASAMS se encaixa no uso para distâncias intermediárias, entre um S-300 e sistemas portáteis, conhecidos como MANPADS, que normalmente alcançam alvos em distâncias de até 30 km.

Os EUA estudam o fornecimento do sistema Patriot SAM para a Ucrânia, que fornece maior alcance e pode substituir os antigos S-300 do período soviético, sendo que muitos foram destruídos pelos russos desde o início do conflito, em fevereiro de 2022.