União Europeia planeja proibição de viagens por 30 dias

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, apresentou propostas para uma restrição de viagens de 30 dias à União Europeia, bem como o desenvolvimento de uma estrutura para auxílios estatais às empresas afetadas.

Von der Leyen diz que os estados membros da UE estão tomando medidas destinadas a reduzir a pressão sobre o sistema de saúde criado pelo surto de coronavírus. Mas ela diz que essas medidas são “eficazes apenas quando coordenadas”.

“Quanto menos viagens, mais podemos conter o vírus”, afirma ela, mas acrescenta que é necessário manter fluxos críticos de mercadorias.

Ela afirma que a Comissão apresentou propostas aos chefes de Estado para uma restrição temporária das viagens à UE, que permaneceria inicialmente por 30 dias, mas com a possibilidade de prorrogação.

Residentes de longa data, família e diplomatas – assim como funcionários essenciais – seriam isentos, assim como aqueles que fornecem transporte de mercadorias.

Von der Leyen acrescenta que a Comissão está desenvolvendo uma estrutura temporária, aplicável a todos os países membros da UE, que permitiria a provisão de auxílio estatal “em níveis sem precedentes”.

Ela diz que isso permitiria às empresas acessar liquidez nos próximos meses, fornecendo assistência financeira para ajudá-las a lidar com a crise.


 

DEIXE UMA RESPOSTA