Ao soar do alarme, as portas se abrem automaticamente e uma iluminação noturna conduz os militares até os veículos. Roupas especiais ficam a postos para serem utilizadas em caso de emergências. Equipamentos de última geração, entre eles caminhões modelo Panther Rosembauer 6X6, os mesmos que aparecem no filme Transformers, entram em ação para combater incêndios.

Parece cena de filme, mas é realidade. O GRU Airport – Aeroporto Internacional de São Paulo – celebra o Dia Nacional do Bombeiro, comemorado em 2 de julho, para reforçar que a estrutura instalada no aeroporto está preparada para atender as emergências em diferentes níveis de complexidade. Alta tecnologia e equipe treinada oferecem segurança a todos os usuários.

Foto – Força Aérea Brasileira

Com 108 integrantes, a unidade do Corpo de Bombeiros do GRU Airport foi estrategicamente pensada para que qualquer ocorrência dentro do sítio aeroportuário seja rapidamente detectada e atendida. “Em poucos minutos, nossa equipe chega a qualquer local do complexo para prestar o atendimento necessário. Uma torre 360˚facilita a visualização de incidentes”, explica o diretor de Operações do GRU Airport, Miguel Dau.

Os profissionais são membros da FAB (Força Aérea Brasileira) e passam por treinamento específico composto por 22 módulos. Os principais temas estudados pelo time são: reconhecimento de aeronaves, salvamento de vítimas, primeiros socorros, utilização e ferramentas de resgate e salvamento, combate a incêndio, reconhecimento das áreas do aeroporto, entre outros.

Sobre a estrutura:
• Torre de controle 360º.
• 108 profissionais.
• 02 Panthers Rosembauer 6X6, de origem australiana. O Corpo de Bombeiros do Gru Airport foi o primeiro da corporação no Brasil a adquirir caminhões contra incêndio neste modelo.
• 02 caminhões de bombeiro (modelo tradicional).
• 01 academia, sendo a maior destinada ao segmento no Brasil.
• O local tem o maior reservatório elevado do País – armazena 60 mil litros de água.
• O local ocupa uma área de três mil metros quadrados e também conta com salas de treinamento teórico, sala de descanso e dormitórios para plantonistas.

 

Via – GRUAirport