United Boom Overture
Foto: BOOM Supersonic

A BOOM Supersonic divulgou na manhã desta quinta-feira (03/06) que a United Airlines assinou um compromisso para encomendar 15 aviões supersônicos comerciais.

De acordo com os termos do acordo, a United comprará 15 aviões ‘Overture’ da Boom, uma vez que o Overture atenda aos exigentes requisitos de segurança, operação e sustentabilidade da United, com opção para 35 aeronaves adicionais. As empresas trabalharão juntas para atender a esses requisitos antes da entrega.

A United Airlines também pode ser a primeira a ter um avião supersônico na frota, depois da aposentadoria do Concorde. A Japan Airlines (JAL) também assinou há alguns anos uma encomenda para o Overture.

A companhia norte-americana colocou em contrato uma exigência para que o avião atenda alguns requisitos, bem como metas de consumo e emissão de carbono. O Overture também deverá ser capaz de funcionar 100% com combustível sustentável.

“A United continua em sua trajetória para construir uma companhia aérea mais inovadora e sustentável e os avanços atuais em tecnologia estão tornando mais viável a inclusão de aviões supersônicos. A visão da Boom para o futuro da aviação comercial, combinada com a rede de rotas mais robusta da indústria no mundo, dará aos viajantes de negócios e lazer acesso a uma nova experiência de voo”, disse o CEO da United, Scott Kirby. “Nossa missão sempre foi conectar pessoas e agora, trabalhando com o Boom, seremos capazes de fazer isso em uma escala ainda maior.”

 

O Avião Supersônico da BOOM

Em 2020 a BOOM Supersonic apresentou o projeto final de uma aeronave com capacidade de realizar voos em velocidade supersônica. A empresa já tinha um projeto base há alguns anos, no entanto, o conceito ainda estava sendo desenvolvido.

O projeto Overture será utilizado como base, que também servirá para projetos futuros e outras atualizações. Este projeto foi oferecido até mesmo para a Força Aérea dos EUA, como uma alternativa de alta velocidade ao Air Force One.

De acordo com a Boom, essa aeronave é capaz de reduzir pela metade o tempo das viagens de longas distâncias. Isso é possível graças ao design aerodinâmico similar ao do Concorde, porém com atualizações significativas.

O nariz fino e pontudo permite que a aeronave aproveite ao máximo todo o arrasto reduzido sob suas asas. Este avião possuirá 3 motores turbofan, que possibilitam voar em velocidades Mach 2.2 com um alcance de 8300 km.

Junto com a apresentação, a empresa mostrou um protótipo XB-1, que deve servir para testar as tecnologias que vão equipar o gradão Overture, bem como os conceitos aerodinâmicos. O seu tamanho é semelhante a um caça moderno, porém com algumas ideias diferentes.

Protótipo XB-1 carrega conceitos que devem ser utilizados no projeto principal.

Por enquanto não devemos ver uma movimentação da companhia no sentido de lançar o protótipo do avião maior. A tecnologia no pequeno Boom deverá ser desenvolvida no prazo de quatro a cinco anos.

Ao mesmo tempo, Boom finalizará o sistema de propulsão da Overture e conduzirá testes de túnel de vento para validar o projeto da aeronave.

O avião maior, o Overture, poderá ter 55 assentos a bordo, voará a Mach 2.2 e terá um alcance de voo de 4500 milhas náuticas (8300 km). O protótipo XB-1, por sua vez, tem características similares de desempenho, exceto pelo menor peso e pela autonomia de voo.

De qualquer forma, até agora, eles só arrecadaram US$ 141 milhões (107 milhões de libras) para criar um pequeno projeto de protótipo chamado XB-1.

O lançamento está previsto para 2025, com entrada início dos voos comerciais em 2029. O preço por avião, caso uma companhia aérea tenha o desejo de adquirir, é de US$ 200 milhões.

 

Via: BOOM Supersonic