A United Airlines realizou uma encomenda inédita para 100 aviões elétricos de pequeno porte. A empresa foi mais uma que está apostando nas novas tecnologias, após um grande compromisso da própria United para um novo avião supersônico.

O compromisso da United Airlines foi com a start-up aeroespacial sueca Heart Aerospace, e envolve o avião ES-19, que tem foco no mercado ultrarregional, com propulsão elétrica, baixo custo de operação e zero emissão de poluentes.

O contrato é para acelerar o desenvolvimento do avião elétrico, e agora a Heart tem como meta entregar essas aeronaves a partir de 2026. 

Já a United espera utilizar esses aviões para voos curtos a partir dos seus hubs nos Estados Unidos, como o Aeroporto Internacional Chicago O’Hare (ORD) e o Aeroporto Internacional de São Francisco (SFO).

Mais de 100 rotas regionais estão na mira da United Airlines para serem operadas por aviões totalmente elétricos. A companhia disse que o uso de uma propulsão menos complexa, e sem o gasto com o querosene, a aviação regional pode ser ainda mais acessível nos Estados Unidos.

O compromisso com a Heart Aerospace também conta com a participação da Mesa Airlines e Breakthrough Energy Ventures, completando uma encomenda para 200 aviões ES-19.

 

Qual o conceito do ES-19?

Como citado anteriormente, o ES-19 é um avião de apenas 19 assentos. Ele conta com uma fuselagem “comum” em alumínio, sem uso de materiais compostos, a asa é alta, apostando em uma operação em pavimentos não preparados.

São quatro motores elétricos no avião, que tocam quatro hélices de sete pás cada. Juntamente com um conjunto de baterias desenvolvido especialmente para o avião, o ES-19 será capaz de cumprir rotas de até 400 km.

Os projetistas da Heart, que já trabalharam na Bombardier e HondaJet, esperam que o ES-19 tenha uma velocidade máxima de 215 nós e uma velocidade de cruzeiro de 180 nós (333 km/h).

 

DEIXE UMA RESPOSTA