Arte caça projetado pela Boeing F-15EX, que irá integrar a USAF juntamente com caças como os F-35A,F-22 Raptor e F-16 Falcon. Foto: Boeing

A USAF comprará a nova versão do F-15, o F-15EX, fabricado pela Boeing. No orçamento anual de 2020 lançado pela Boeing, foi anunciado pelo anunciado pelo presidente dos EUA, Donald Trump, que a USAF quer comprar oito unidades inicias do novo Eagle, para assim poder substituir as frotas de F-15C.

Não é de hoje que a USAF juntamente com a Boeing estão conversando sobre um F-15 atualizado para a Força Aérea norte-americana. No ano passado foi divulgado na internet o planejamento da Boeing em relação ao novo F-15.

A compra dos F-15EX devem também sair mais barata em relação a compra do F-35 que tem preços bem altos. Estima-se que cada uma das oito aeronaves a serem adquiridas custe US$ 125 milhões.

Foto: Boeing

Apesar do mundo em torno da aviação militar estar caminhando para o cenário entre a 5º e a 6º geração, caças como o F-15 se tornaram ícones e seus feitos foram de grande agrado para as poucas forças aéreas que operaram o Eagle, principalmente os EUA.

Além disso, para manter nossa prontidão para contrariar nossos adversários, este orçamento propõe a substituição do antigo F-15C por um sucessor modernizado pela compra do F-15EX para complementar as capacidades de quinta geração em uma ampla gama de desafios operacionais”, disse a USAF em um comunicado.

Foto: Boeing

A aquisição dos F-15EX não vai atrapalhar a compra dos caças F-35A que continuaram no ano de 2020, com 48 unidades do caça stealth por ano.

“No entanto, para permanecer pronto para atuar em todos os domínios, em todo o espectro de conflitos, este orçamento propõe a aquisição de 8 aeronaves F-15EX para substituir F-15Cs envelhecidos”.

Além disso continua a aquisição do F-16 e também a possibilidade da aquisição de mais F-22 Raptor.

Foto: Boeing

Os EUA também vem trabalhado a alguns anos na atualização de alguns lotes de F-15 para a versão Advanced que tem como foco exclusivo sistemas de Guerra Eletrônica. Com a criação do Sistema de Sobrevivência Passivo / Ativo de Alerta F-15 Eagle (EPAWSS), a vida útil deste caças serão prolongadas.

Dentre as mudanças envolvendo o F-15EX, o cockpit, os sensores, motores e carga útil, são os destaques.

Na nacele onde os pilotos da USAF irão comandar o Eagle, foi totalmente remontado com tecnologia, que fornecerá aos pilotos informações em tempo real e aprimorada, além de reduzir a carga de trabalho

O F-15EX, terá sensores que possibilitam uma visão 360º, além de ter 12 pontos para acoplagem de mísseis ar-ar e 15 para mísseis ar-terra, o caça poderá levar até 14 toneladas de armamento.

Um pacote de sensores que possibilitam o caça a combater em um ambiente de guerra eletrônica também estarão no aeronave. No cenário atual muito se depende de criações de armamentos com tal finalidades.

Foto: Boeing

A Boeing planeja comercializar o novo caça para outras nações além dos EUA, entre elas estão a Alemanha, Cingapura, Catar e Arábia Saudita.

Fontes de apoio: Boeing/Airforce Technology

Edição: Aeroflap