Um dos três B-2 desdobrados na Islândia na última segunda-feira. Foto: Senior Airman Parker J. McCauley/USAF.

Três bombardeiros furtivos Northrop Grumman B-2A Spirit da Força Aérea Americana (USAF) foram desdobrados no Aeroporto de Keflavík, na Islândia. Lá, as aeronaves stealth ficarão baseadas durante uma missão de Força-Tarefa de Bombardeiros (BTF). 

As aeronaves da 509ª Ala de Bombardeiros, da Base Aérea de Whiteman, chegaram na Islândia na segunda-feira (23). Durante a missão, os militares participarão de treinamentos na Europa e na África. Segundo a USAF, as missões BTF, que vêm ocorrendo desde 2018, fornecem familiarização com o teatro para os membros das tripulações aéreas e oportunidades para a integração dos EUA com aliados da OTAN e parceiros regionais. As missões de bombardeiro aumentam a prontidão e fornecem o treinamento necessário para responder a qualquer crise ou desafio potencial em todo o mundo.

“A cooperação regular de atividades de bombardeiros com aliados e parceiros nos ajuda a enfrentar melhor os desafios do complexo ambiente de segurança global de hoje”, disse o General Jeff Harrigian, comandante das Forças Aéreas dos EUA na Europa e das Forças Aéreas na África (USAFE). “Parcerias fortes são essenciais para nossa capacidade de dissuadir, defender e vencer.”

As missões de bombardeiro estratégicas mostram a capacidade da Força Aérea de continuar a executar missões de voo, manter a prontidão e apoiar nossos aliados e parceiros em todo o mundo. Para se alinhar ao Departamento de Defesa, aos Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos e à política da nação anfitriã, todo o pessoal da Força Aérea dos Estados Unidos imediatamente entrou em uma restrição de movimento ao chegar à Islândia. O pessoal foi examinado clinicamente antes da viagem.

Foto: Senior Airman Parker J. McCauley/USAF.

A USAF possui cerca de 19 bombardeiros B-2 em serviço. A aeronave foi desenvolvida de forma secreta pela Northrop Grumman na década de 1980 e é capaz de carregar 23 toneladas de bombas convencionais, inteligentes, de fragmentação ou nucleares. No futuro, o B-2 será substituído pelo B-21 Raider.

Já o Aeroporto de Keflavík foi construído por forças armadas dos EUA durante a Segunda Guerra Mundial e foi extensivamente usado como base militar durante a Guerra Fria, abrigando unidades da Marinha dos EUA e da USAF, como 57th Fighter-Interceptor Squadron, chamado de Cavaleiros Negros de Keflavik. O esquadrão esteve ativo entre 1940 e 1995 e operou caças famosos, como o F-15 Eagle, F-4 Phantom II, P-51 Mustang P-40 Warhawk e outros. 

DEIXE UMA RESPOSTA