Arte conceitual de uma aeronave da USAF

A Força Aérea dos EUA (USAF) criou uma nova categoria para nomear diferentes tipos de equipamentos. A chamada e-series serve para designar aeronaves, satélites e munições projetadas digitalmente.

A filosofia segue a mesma das letras (F, A, B e T), F para Fighters, A para Ataque, B para Bombardeiro e T para Treinador.

Esse termo e-series parece algo relacionado a filme de ficção científica ou mesmo algo que vai acontecer só no futuro, no entanto, já acontece, exemplo disso é o treinador eT-7A Red Hawk que deve seu desenvolvimento por meio digital, ficando pronto em até 36 meses.

O avanço deste treinador vai capacitar os jovens pilotos a estarem preparados para operações nos modernos caças stealths F-22 Raptor e F-35 Join Strike.

Essa mesma filosofia e-series serve para o misterioso novo vetor de defesa aérea da USAF, que foi revelado em setembro passado. 

Arte conceitual de futuro avião da USAF

A nova aeronave que faz parte do Next Generation Air Dominance (NGAD) e com isso questões como, tecnologias de guerra de ponta, equipe colaborativa com drones autônomos “Skyborg” , devem estar ligadas ao projeto.

“O NGAD chegou tão longe que o demonstrador de voo em escala real já voou no mundo físico. Quebrou muitos recordes ao fazê-lo”, disse Will Roper, secretário assistente da USAF para aquisição, tecnologia e logística, durante uma apresentação de vídeo na Air Force Association virtual, Space & Cyber ​​Conference em 15 de setembro. “Muitos dos sistemas de missão de que necessitamos para a Dominância Aérea da Próxima Geração foram testados em testes. Então, eles estão indo muito bem”.

USAF NGAD- Foto: via DVIDS

Na época Roper não forneceu mais detalhes sobre esse caso. Com isso ainda não se sabe de a aeronave secreta voada foi construída pela própria USAF ou por uma empresa privada.

DEIXE UMA RESPOSTA