F-22A Raptor durante testes de integração com o AIM-9X Sidewinder. Foto: USAF.

O Escritório de Programa de Mísseis Ar-Ar (PMA-259) aceitou a entrega do míssil AIM-9X Sidewinder de número 10000º. O armamento foi entregue à Força Aérea dos EUA (USAF) no dia 27 de maio. 

Apesar de ser um programa conjunto entre USAF e Marinha dos EUA (USN), o mesmo é liderado pela USN, ao passo que os mísseis são fabricados pela Raytheon em sua sede em Tucson, Arizona. 

“Alcançar este marco é um grande privilégio e mostra a capacidade de nossa equipe de produzir e distribuir continuamente produtos de qualidade em apoio ao combatente dos EUA e aos nossos parceiros internacionais”, disse a Comandante Sarah Abbott, gerente de programa adjunto do PMA-259 para o AIM-9X.

A USN declarou a Capacidade Operacional Inicial do AIM-9X Block II em 2015, sendo essa variante a mais moderna e capaz do míssil ar-ar de curto-alcance, incorporando um fusível redesenhado e um dispositivo de segurança de ignição digital, facilitando seu manuseio e aumentando a segurança do armamento. 

Militares da USAF carregando um AIM-9X em um caça-bombardeiro F-15E Strike Eagle. Foto: USAF.

Segundo a Marinha, quase 3.000 mísseis AIM-9X Block II/II + foram adquiridos por 25 países em todo o mundo. A equipe de Vendas Militares Estrangeiras (FMS) do programa foi responsável por uma média de mais de 250 mísseis adquiridos através de FMS anualmente desde 2012.

O AIM-9 é o míssil ar-ar mais popular do mundo. É um armamento guiado por calor, ou seja, ele busca a assinatura infravermelho emitida pela aeronave inimiga através dos seus motores.

O AIM-9X, a variante mais nova do míssil que começou a ser projetado no início da década de 1950, tem a capacidade LOAL (Lock-On After Launch), podendo ser disparado e obter o travamento no alvo através do datalink após ser lançado. Caças como o F-16, F-15, F-22, F/A-18, Typhoon, e Gripen podem usar este armamento. 

Segundo a Raytheon, o também AIM-9X pode ser usado contra alvos terrestres ou usado como um míssil superfície-ar sem precisar de modificações. 

AIM-9X sendo disparado de um F-16C Fighting Falcon. O caça também está armado com mísseis AIM-120 AMRAAM guiados por radar. 

Via Flightglobal, US Navy. 

DEIXE UMA RESPOSTA