Vacinas terão prioridade sobre presentes de Natal, dizem aéreas dos EUA

FedEx MD-10 DC-10

(Reuters) – A United Parcel Service e a FedEx planejam entregar milhões de doses de vacinas contra a Covid-19 nos Estados Unidos antes dos presentes de Natal, oferecendo às encomendas especiais um tratamento VIP que inclui rastreamento por GPS, rótulos especiais e status de transporte prioritário em aviões e caminhões.

As maiores empresas de entrega de pacotes são parceiras no programa de aceleração de vacinas do governo norte-americano, e cada uma delas tem capacidades especializadas de como lidar com produtos médicos frágeis – incluindo a vacina de RNA mensageiro da Pfizer, que necessita de transporte em temperatura de -70 graus Celsius.

“Estamos priorizando todos os envios de vacinas”, afirmou Wesley Wheeler, presidente da unidade de Saúde Global da UPS, ao comitê do Senado norte-americano de Comércio, Ciências e Transportes na quinta-feira.

Um painel de conselheiros independentes da Agência de Alimentos e Medicamentos dos EUA (FDA) está se reunindo nesta quinta-feira para avaliar se recomenda ou não que a agência autorize a vacina da Pfizer contra o coronavírus para uso emergencial, um dos últimos passos para que a vacinação possa começar no EUA.

Se a vacina for aprovada, a UPS irá rotular com etiquetas do nível ouro, que são embutidos com quatro rastreadores a rádio em cada lote de vacina e cada envio de gelo seco.

Os rastreadores de GPS da UPS também irão providenciar medições de temperatura, exposição à luz e dados de movimentação, auxiliando sensores oferecidos pela Pfizer. Toda essa informação será transmitida para centros de comando da UPS e da OWS.

“Temos três maneiras de observar os pacotes pelo sistema”, disse Wheeler. “Estamos acompanhando os pacotes o dia inteiro”.


 

DEIXE UMA RESPOSTA