A Viação Aérea Rio-Grandense ou mais conhecida como Varig, completaria hoje, 7 de maio, seus 93 anos de vida. A companhia gaúcha que conquistou o Brasil e o mundo com seu glamour, e sua forma única de realizar viagens unindo classe e empatia.

A Varig já foi a maior companhia aérea do pais em todos os aspectos, desde número de destinos até frota e funcionários.

Quem nunca parou um instante para ouvir seu famoso jingle “Varig, Varig, Varig”, cantado por vozes famosas da música brasileira e seus comerciais modernos com uma boa imaginação por parte da empresa.

Sua última aparição nos céus do Brasil, foi em 2014 quando o Boeing 737-800 de matrícula PR-VBL, já com as cores padronizadas após a compra pela GOL, fez um Brasília (BSB) – Belo Horizonte (CNF) pela última vez com a rosa dos ventos pintada na cauda.

Durante muitos anos a Varig foi a empresa mais visada em toda a América Latina, devido a sua popularidade e presença em todas as partes do mundo e também por ser a empresa de bandeira do Brasil, isso ocasionou algumas boas recordações e marcos na história da aviação brasileira.

Confira a baixo algumas curiosidades da história dessa que foi a maior companhia aérea do país, pelo menos antes da sua falência.

  • A Varig foi criada por um alemão, chamado Otto Enerst Meyer em 1927. Um ex militar da Força Aerea Alemã que se juntou com sócios do Grupo Condor Syndikat do Governo alemão no qual a Lufthansa tinha participação. Como Meyer já havia acordado em comprar alguns hidroaviões Atlantico, trouxe também os primeiros pilotos para fundar a Varig. A empresa autorizada a operar fez a rota Rio de Janeiro-Rio Grande-Santa Vitória e Rio Grande-Porto Alegre como era conhecida a Linha da Lagoa, todos esses operados por pilotos alemães.

Foto: Museu VARIG
Foto: Museu VARIG


  • A Varig foi a primeira empresa aérea no Brasil a operar jatos em sua frota, um Caravelle de matrícula PP-VJC foi o primeiro. Ele operava a rota Rio de Janeiro – New York, ele foi somado ao total de 427 aeronaves operadas pela Varig em toda a sua história.
Foto: Museu VARIG/ Varig Airlines (Não oficial)
  • Por falar em frota, a Varig foi a pioneira em estrear aviões na América Latina. Aeronaves como Boeing 707, 737 (500,700 e 800), 747, 757, 777, DC-10 e MD-11 chegaram primeiro na frota da gaúcha antes de qualquer outra empresa aérea na América do Sul.
Foto: Créditos na foto / Varig Airlines (Não Oficial). A Varig foi a única companhia aérea brasileira a utilizar o Boeing 747 em sua frota.

  • Com a incorporação da Real Aerovias e a Panair do Brasil, na época em que os Boeing 707 começavam a operar na empresa, a Varig chegou a operar três aeronaves concorrentes em sua frota: Boeing 707, Douglas DC-8 e Convair 990.
Foto: Créditos na foto / Varig Airlines (Não oficial)
  • A Varig trouxe o primeiro avião widebody da aviação brasileira, foi o Douglas DC-10-30. Foi responsável por ficar no lugar do histórico Boeing 707 e assumir rotas longas para EUA, Europa, África e Japão. A aeronave não teve nenhum acidente em operação pela Varig.

Foto: Créditos na foto / Varig Airlines (Nâo oficial)
Foto: Varig Airlines (Nâo oficial)

  • A Varig foi a maior operadora mundial dos McDonnell Douglas MD-11, tendo operado um total de 26 aeronaves de passageiros em todas as rotas para a América do Sul e algumas para a Europa.

Foto: Créditos na foto / Varig Airlines (Não oficial)
  • O Boeing 767 foi uma aeronave de extrema importância para a Varig. Foi o avião que mais teve esquemas de pintura padrão da empresa, desde a primeira identidade visual mudada na época dos DC-3 em 1950. O avião recebeu as novas cores com o azul na barriga e a rosa dos ventos amarela e dourada, recebeu a pintura de barriga branca e motores azuis, barriga branca e motores brancos.
  • Por último, a Varig recebeu o esquema de pintura adotado após a compra da GOL, com a rosa dos ventos laranja. Além das especiais da aliança Star Alliance e da Copa do Mundo 2002, que trouxe o penta.

Varig Boeing 767-341(ER) PP-VOI FRA 06-07-02

Foto: Crédito na foto / Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Crédito na foto / Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Crédito na foto / Varig Airlines (Não oficial)

  • A importância da Varig para o Brasil era grande, a empresa participou da construção da nova capital, Brasilia. Transportou todos os presidentes da república, de Getulio Vargas até Fernando Henrique Cardoso. Os escritórios da empresa no exterior eram considerados consulados extraoficiais do país, pois prestavam os mais variados serviços de apoio e forneciam inúmeras informações ao público brasileiro em viagem.
Imagem: Varig Airlines (Não oficial)
  • A Varig teve durante sua história, o transporte de celebridades e autoridades importantes. O papa João Paulo II foi transportado em sua visita oficial no Brasil na década de 80 a bordo de um DC-10 da empresa. Além disso, o DC-10 também foi o avião que fez sobrevoo escoltado com caças da Força Aérea Brasileira trazendo a seleção tetracampeã de futebol, em 1994. Um marco triste foi ter transportado o corpo do piloto Ayrton Senna, da Itália para o Brasil em 1994, a bordo de um MD-11.
Imagem: Varig Airlines (Não oficial)

  • Conhecida pela sua imensa dedicação a agradar funcionários e principalmente passageiros, a Varig teve o melhor serviço de bordo reconhecido internacionalmente, especialmente pelo caviar dado na primeira classe, que sempre primou pelo requinte e talheres de prata com a logo da empresa.

Foto: Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Varig Airlines (Não oficial)

  • Reconhecida internacionalmente pela sua excelência em voar e tendo um alto padrão de manutenção, a Varig possuía a Varig Engenharia e Manutenção com dois parques grandes para aeronaves nos Aeroportos do Rio de Janeiro-Galeão e em Porto Alegre, tendo prestado diversos serviços de manutenção para empresas do mundo todo.

Foto: Varig Airlines (Não oficial) – Varig Engenharia e Manutenção no Aeroporto do Galeão no Rio de Janeiro
Foto: Varig Airlines (Não oficial)
Foto: Varig Airlines (Não oficial) VEM no Aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre.

  • Glamour, excelência, modernidade, sempre acompanharam a imagem da Varig pelo Brasil e pelo mundo. Nos anos 2000 a Varig conquistou o título de melhor pintura de uma companhia aérea no mundo. Consistia no azul e branco junto com a rosa dos ventos amarela e dourada no estabilizador vertical. Conquistou também o título de melhor vídeo de segurança a bordo de aeronaves.
Imagem: Varig Airlines (Não oficial)

Certamente a Varig nos trouxe inúmeros momentos marcantes, sejam eles a maioria de alegria e orgulho por representar tão bem o Brasil mundo a fora, ou em momentos de tristeza e comoção como a vinda de um ídolo como Ayrton Senna.

A Varig era um símbolo nacional, que levava o melhor dos brasileiros para o mundo.

Vivemos no passado a época de ouro da aviação, a Lufthansa, uma “irmã” da Varig, atualmente representa a Alemanha, como a Air China representa a China entre outros. Esperamos um dia ter novamente uma boa representação como a Varig teve com o Brasil.

Para os amantes da Varig que sentem saudades, existe um site que conta todos os detalhes da historia da empresa com todos os marcos de pequena e grande proporção. O intuito do site Varig Airlines é fazer jus à memória da maior empresa aérea que o Brasil já teve.

 

Fontes: Varig Airlines, Flickr A.J. Aviation Photography, TV Globo, Jetphotos, Airlines.net

Texto: Aeroflap