O primeiro Boeing 737-400F da Azul, e também a única aeronave totalmente cargueira da companhia, teve fotos vazadas durante sua passagem pelo hangar de pintura, em que está ganhando as cores tradicionais da Azul Cargo Express.

Nas fotos podemos perceber uma porta cargueira, na lateral esquerda da aeronave, similar aos 737F da Sideral, que operam um serviço semelhante aqui no Brasil. A aeronave está em Tampa, nos Estados Unidos.

O Boeing 737-400F deverá chegar ao Brasil em Julho, ela será operada pela companhia em regime de leasing, através da empresa Vx Capital, é o primeiro avião de dois que a companhia optou por colocar em sua frota, antes eles operavam como cargueiros na Miami Air International.

De acordo com a companhia, com os cargueiros, a Azul Cargo Express espera ter mais flexibilidade para definir as estratégias de malha, fortalecendo a capacidade de ofertar soluções customizadas para os clientes e ampliando os negócios da unidade de cargas da companhia.

Os dois cargueiros da Azul começarão a fazer voos ainda neste ano, na frota da Azul Cargo. A missão é atender destinos de alta demanda da companhia, que está com a demanda em alta devido à novas parcerias, como a joint-venture de transporte com os Correios, e uma possível parceria com a Amazon do Brasil.

Alguns ATRs em configuração QC, que tem capacidade de conversão em carga/passageiro em poucos minutos, vão garantir as entregas das cargas para destinos de maior demanda no interior. Enquanto isso a Azul deixa os A330 livres para fazerem voos internacionais.

As cargas também serão distribuídas através da malha da companhia aérea, que é conhecida como a que mais atende cidades no Brasil.

Os cargueiros 737-400F poderão transportar até 20 toneladas de produtos. Com mais espaço e versatilidade, a Azul Cargo Express espera crescer sua receita em 40% neste ano, ampliando a oferta de serviços para regiões e rotas de maior volume. 

A incorporação das duas aeronaves já tinha sido anunciada pela companhia em março, atualizando também os planos de frota para sinalizar a inclusão de mais aviões A320neo em 2018.

 

Atualização (25/06) – Aeronave com pintura concluída: