Veja o Rei da Holanda pilotando um Boeing 737, durante viagem oficial

Em diversas situações publicamos sobre o famoso (pelo menos na área de aviação) Willem-Alexander, o Rei da Holanda, que pilota aviões rotineiramente.

E no dia 22 de janeiro ele estava a bordo de um Boeing 737-700BBJ do Governo da Holanda, de matrícula PH-GOV. Mas ele negou todo o interior personalizado e especial do avião, e preferiu voar no melhor escritório, o cockpit.

O voo foi de Amsterdã para Tel Aviv, onde ele e convidados da realeza participaram do Fórum Mundial do Holocausto, à convite do presidente de Israel, Reuven Rivlin.

O Fórum lembra os tristes momentos da Segunda Guerra Mundial, causados pela dominância do Nazismo em parte da Europa.

 

O Willem e sua paixão por aviões

Willem é piloto de avião comercial há duas décadas, e voou em várias companhias, a principal foi a “companhia do rei”, a Royal Dutch Airlines, ou KLM. Ele também é conhecido por pilotar o seu próprio avião em visitas de estado em outros países.

Alexander começou a voar há mais de 30 anos, seu primeiro emprego como piloto foi no Quênia, em um voluntariado para a African Medical Research & Education Foundation e também para a Kenya Wildlife Service, um serviço realmente digno de um monarca, sendo voluntário para salvar vidas de pessoas.


O principal hobby dele era fazer dois voos por mês na KLM, todos eles em curta distância. Willem já passou pelas diversas subsidiárias da KLM, como a Martinair e a Cityhopper, essa última opera pequenos jatos como o E175. Era conhecido por pilotar aeronaves Fokker, fabricadas em seu próprio país.

“Você tem uma aeronave, passageiros e tripulação, você é responsável por eles, você não pode tirar seus problemas do chão para o céu. Você pode desativar completamente e concentrar-se em outra coisa. Isso, para mim, é a parte mais relaxante de voar”, disse ele falando sobre o hobby de voar para se “livrar” de seus deveres reais.

Ele voa regularmente em aeronaves da KLM, do modelo Boeing 737, para manter a sua carteira de piloto, visto que precisa de aproximadamente 150 horas de comando por ano para continuar renovando a carteira de tipo do Boeing 737.

Como a Família Real Holandesa faz poucas viagens por ano, é difícil Willem atingir essa quantidade de horas em somente 12 meses, o que resulta nesses voos esporádicos, sempre acompanhado por um comandante experiente.

Entre outros nomes reais que pilotam aeronaves estão: O Príncipe Charles, do Reino Unido, além dos seus dois filhos, os Príncipes William e Harry, todos os três atuaram na RAF e pilotaram na aviação militar rotativa (helicópteros). Atualmente o Príncipe William ainda atua como piloto de helicóptero, porém deixará esse cargo para dedicar seu tempo aos afazeres reais.

 

 

DEIXE UMA RESPOSTA