O Boeing 737 é um avião tradicional do mercado, sua quarta geração expressa os 50 anos que o modelo está sendo produzido sem interrupção diretamente de Renton, onde a Boeing escolheu para sediar a produção dessa aeronave.

Mas a modernidade está ajudando todos nós, inclusive a mídia, transmissões ao vivo em redes sociais, realidade virtual e até mesmo Sedex sendo entregue em menos de 24h.

O Boeing 727 era produzido em Renton. Foto – Boeing

Mas a Boeing deixou os conceitos da década de 60 por lá mesmo e trouxe uma boa interação da sua linha de montagem em Renton para o público, agora é possível ver todo o local em 360º.

Para conseguir entrar nessa experiência criada pela fabricante americana, é só acessar o link Clicando Aqui. Na mesma tela da visão 360º do local você encontrará alguns símbolos de +, rodeados por um círculo branco, clicando nele você consegue obter mais informações sobre o local que está vendo naquele momento, e também vídeos, como esse da imagem abaixo, que mostra o processo de como a fuselagem, que é montada em Kansas, chega em Washington para a montagem final do avião.

Clicando em HD você consegue visualizar o local todo em altíssima resolução, ideal para quem curte usar óculos VR.

No rodapé a Boeing disse que no local trabalham 12 mil pessoas atualmente, para construir até 48 aeronaves Boeing 737 NG/MAX em média por mês, são várias aeronaves ao mesmo tempo na linha de produção, visto que um Boeing 737 demora 10 dias para ser montado, desde a junção das seções da fuselagem até a instalação do interior. 

Na lateral esquerda, onde tem uma seta, você pode alternar entre os locais de fabricação do Boeing 737. Cada local tem sua informação no rodapé, vale a pena saber um pouco de inglês para decifrar as informações apresentadas pela Boeing, e assim compreender os processos de montagem do Boeing 737.

No local a Boeing também já produziu o mítico bombardeiro B-29, o Boeing 707 e o Boeing 727.