Boieng 777-200ER pintado por ativistas do Greenpeace francês- Foto: Getty Images

Ativistas ambientais do grupo Greenpeace francês invadiram o Aeroporto Internacional Charles de Gaulle, em Paris, e pintaram de verde uma parte da fuselagem de um Boeing 777-200ER da companhia Air France.

O grupo postou em uma conta oficial no twitter a ação com spraey verde, confira:

https://twitter.com/greenpeacefr/status/1367762370018353156?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1367762370018353156%7Ctwgr%5E%7Ctwcon%5Es1_&ref_url=https%3A%2F%2Fsimpleflying.com%2Fair-france-777-vandalized%2F

O grupo de ativistas postou a seguinte mensagem em um tweet:

Ação direta – Quer ver um avião verde?

Enquanto a emergência climática exige uma redução no tráfego aéreo, @Djebbari_JB [Jean-Baptiste Djebbari, Ministro dos Transportes da França] ainda acha que um (hipotético) avião verde será suficiente.

 Denunciamos o greenwashing do governo.

Já o Ministro dos Tranportes, Jean-Baptiste Djebbari , respondeu o tweet dos ativistas:

 ” Processo penal?”

Apesar dos danos à aeronave, o que mais está em destaque é como os ativistas contornaram a segurança e invadiram o aeroporto Charles de Gaulle.

A aeronave em questão é um Boeing 777-200ER de 22 anos, cujo a matrícula é F-GSPB. No entanto, a aeronave não está mais em uso, o último voo da mesma foi em março de 2017,  com destino ao Rio de Janeiro, desde então, o Triple 7 está no pátio do Charles de Gaulle.

A companhia francesa está aposentando alguns de seus 777 da versão 200ER. Contudo, não há informação se o 777  pintado será aposentado ou não.