Caças turcos acompanharam dois Su-24 que voavam baixo sobre o oceano. Foto: Ministério da Defesa Turco/Captura de Tela.

Um par de caças F-16C Fighting Falcon da Força Aérea Turca (TuAF) interceptou e acompanhou dois jatos de ataque ao solo Sukhoi Su-24 Fencer da Força Aérea Russa no dia 03 de setembro (sexta-feira).

Segundo um comunicado do Ministério da Defesa Turco, os F-16 do 161 Filo (161º Comando da Frota de Jatos) da TUuAF, desdobrados na Base da Força Aérea Polonesa de Malbork, decolaram por ordens da OTAN para interceptar as aeronaves russas que voavam em baixa altura sobre o Mar Báltico. As aeronaves turcas estão operando na Polônia como parte da Missão de Policiamento Aéreo da Avançado da OTAN, visando o patrulhamento da região do Báltico. 

“As aeronaves turcas realizaram com segurança a missão de interceptação no espaço aéreo do Báltico com a orientação das autoridades de radar, decolando dentro do tempo especificado”, informou o Ministério através do Facebook. 

Veja Mais: OTAN certifica caças F-16 da Polônia para policiamento aéreo na Islândia

O destacamento turco é o terceiro atuando na região do Báltico. A Força Aérea Espanhola enviou caças Typhoon para Šiauliai, Lituânia, enquanto a Aeronáutica Militar Italiana despachou os F-35 Lightning II para Ämari, na Estônia. A interceptação marcou a estreia do 161 Filo e seus 80 militares na Missão de Policiamento da OTAN no Báltico. Apesar desta ser a segunda participação da TuAF na missão, é a primeira vez que caças turcos operam a partir de Malbork. 

Durante o policiamento, a interceptação de aeronaves russas de vários tipos é comum, inclusive com a aparição de “aves raras”, como ocorreu em julho, onde caças da OTAN interceptaram raros aviões de guerra eletrônica Il-22PP. 

DEIXE UMA RESPOSTA