Vídeo – Como é ser passageiro no novíssimo Embraer E195-E2

Na última quarta-feira, dia 16 de outubro, a Azul Linhas Aéreas fez o primeiro voo do Embraer E195-E2 com passageiros a bordo. Esse foi o primeiro voo desse modelo com passageiros no mundo. A equipe da Aeroflap teve a honra de receber o convite da Azul para esse voo.

Eram quase 10 horas da manhã quando o Presidente da Azul, Jhon Rodgerson, fez um pronunciamento na sala de embarque do Aeroporto de Viracopos, felicitando os convidados e convocando todos para embarcar a bordo do primeiro modelo recebido no novo Embraer E195-E2.

 

Mudanças

O E2 é um avanço em relação à primeira geração (E1), sua fuselagem foi alongada em quase três metros, aumentando a capacidade de passageiros de 122 para 146.

Nos aviões da Azul, temos uma configuração de 118 assentos na Geração Anterior, enquanto a nova geração vem de fábrica equipada com 136 assentos em classe única.

A envergadura está maior, para melhorar o desempenho aerodinâmico da aeronave, e ele vem com os novos motores Pratt Whitney PW1900G, que são mais silenciosos, mais potentes e mais econômicos comparados aos motores GE CF3410-E usados no E1.

Será uma nova era na Azul, que irá contar com uma aeronave maior, mais econômica e com maior autonomia. O E195-E2 transporta mais carga útil e queima 25,4% menos combustível por assento do que a aeronave da geração anterior. Seu alcance máximo é de 4800 km (2600 milhas náuticas) com carga total de passageiros, 600 nm a mais do que o E195, e possui três fileiras de bancos adicionais.


 

Experiência de voo

Após o convite do John Rodgerson, todos entraram na aeronave e a porta foi fechada. Seguimos direto para o push, e os pilotos acionaram os motores do E195-E2. Por enquanto pouca diferença em comparação com a geração antiga, seguimos para o taxi!

A grande diferença de ruído logo foi perceptível quando o E2 alinhou na cabeceira e os pilotos aplicaram potência total nos motores. O barulho produzido é bem melhor, e mais agradável.

Logo que a aeronave alcançou altitude de voo de cruzeiro Jhon Rodgerson fez mais um pronunciamento em voo, agradeceu aos investidores a bordo, que há 11 anos investiram no negócio da Azul, agradeceu aos mais de 14 mil tripulantes da Azul, lembrou do Primeiro E1 entregue a 11 anos atrás e disse que a Embraer construiu a Azul.

Ele continuou agradecendo as pessoas da Embraer a bordo, agradeceu as agências de viagens e fez um agradecimento ao pessoal de imprensa a bordo. Disse que o Brasil tem muitas oportunidades, que o brasileiro voa muito pouco e que o país tem muito a evoluir no transporte aéreo.

Jhon falou que a Azul já está em 105 cidades no Brasil e que daqui a cinco anos querem estar em 150 cidades do Brasil, com mais de 50 aviões E2 voando em todos os 28 estados. No fim ele ressaltou que o avião é maravilhoso, mas os tripulantes fazem uma peça fundamental, que faz a diferença.

Seguindo o voo, o que mais surpreendeu foi o silencio da aeronave em voo e qualidade da pressurização. Aqui encontramos uma significativa mudança nos bagageiros superiores (bins), que são maiores, logo abaixo há mudanças nos espaços da saída de ar, nos botões de acionamento da tripulação e iluminação para leitura ficaram mais separadas.

Os encostos de cabeça também mudaram, podendo fazer regulagem para a cabeça, evitando que ela fique caindo para os lados, se o passageiro dormir.

Na galley traseira carrega mais mudanças, agora temos uma tela touchscreen com todas as informações necessárias de passageiros, informações de tanque de dejetos, iluminação entre outras. 

O voo foi finalizado com um pouso padrão no Aeroporto de Brasília, e não poderia faltar o tradicional batismo.

 

Autoridades

O evento seguiu durante a parte da tarde, em Brasília, agora com um cerimonial oficial para o lançamento da aeronave, com a presença de ministros, militares e deputados federais.

John Rodgerson homenageou os ministros Onyx Lorenzony e Tarcísio Gomes de Freitas, presenteando-os com um tradicional quepe, justificando que aqueles presentes eram para os “comandantes do desenvolvimento do Brasil”.

O evento encerrou juntamente com o pôr-do-sol, e logo no começo da noite voltamos para Viracopos. No voo de volta o presidente Jhon Rodgerson serviu bebidas a bordo com a ajuda de um comandante da companhia.

Assista ao video completo Clicando Aqui.