Vídeo – Embraer finaliza o “Flutter Test” do E195-E2

A Embraer realizou recentemente o “Flutter Test” do E195-E2, um importante procedimento para verificar limites operacionais da aeronave.

O Flutter Test é realizado colocando o avião em uma condição de velocidade acima da suportada, para isso os pilotos aceleram os motores durante o voo e realizam um mergulho da aeronave, com a finalidade de ultrapassar a velocidade máxima estabelecida no projeto. O foco deles foi atingir Mach 0.9 durante os testes, vale ressaltar que o E195-E2 é projetado para voar no máximo a Mach 0.82.

Os pilotos repetem o teste várias vezes, subindo a velocidade imposta gradualmente, até atingir o limite do avião sem danificar o equipamento.

Durante o procedimento a vibração da aeronave aumenta, pois várias ondas de choque são formadas na asa, na parte superior da mesma (extradorso), onde o ar é acelerado. Na engenharia dizemos que a asa entrou em regime transônico.

Esse é um teste perigoso, que pode levar o avião à limites estruturais de carga, portanto os pilotos e engenheiros usam paraquedas e capacetes, para evacuar da aeronave a qualquer momento.

Quando o avião ultrapassa sua velocidade máxima estabelecida em design, pode acontecer o mesmo do vídeo abaixo.

Uma equipe em solo coleta através de telemetria os dados da aeronave durante o voo, e pode alertar os pilotos sobre determinados riscos. Mas estes dados também servem para futuramente a equipe do projeto analisar os limites do avião, e estabelecer tetos operacionais com uma margem de segurança.

Interessante notar os diversos “barbantes” que os projetistas instalaram na asa, com finalidade de verificar visualmente o comportamento do fluxo aerodinâmico quando o avião está acima do limite operacional. É possível saber, por exemplo, o momento que a asa entra em estol, e em que área da mesma isso começa a acontecer.

Esse teste ocorreu originalmente em setembro de 2018.

DEIXE UMA RESPOSTA