NASA Lockheed X-59 Supersônico
Foto: Divulgação

Apesar de várias empresas dos Estados Unidos estarem desenvolvendo aviões supersônicos, a NASA continua com seu projeto X-59, onde pretende criar uma aeronave sem o famoso estrondo sônico, que limita as operações comerciais.

E nesta semana a agência divulgou um vídeo, que você pode conferir abaixo, do desenvolvimento em conjunto com a Lockheed Martin de um protótipo de testes, que vai avançar com as tecnologias do programa Quiet SuperSonic Technology (QueSST).

Atualmente o estrondo sônico, gerado pela diferença da pressão de ar na passagem do regime transsônico para o supersônico em voo (em Mach 1), limita as operações comerciais com aviões supersônicos aos voos acima do oceano.

Logo, é impossível, por exemplo um voo entre Nova York e Los Angeles em regime supersônico, bem como de Paris à Moscou.

Com possibilidade de fazer voos com velocidade supersônica em toda a rota, o uso do avião será otimizado e melhorado, também com ajuda da melhor eficiência no consumo de combustível.

O protótipo do QueSST é projetado para voar em Mach 1.4, com uma altitude média de 55000 pés, na estratosfera. O primeiro voo deverá ocorrer em alguma data de 2022, de acordo com a NASA.

DEIXE UMA RESPOSTA