VINCI Airports passa a integrar o Comitê Global de Meio Ambiente da ACI

O Salvador Bahia Airport, operado pela VINCI Airports, é agora parte do Comitê Permanente de Meio Ambiente do Conselho Internacional do Aeroportos (ACI Global) Devido às suas iniciativas ambientais reconhecidas nacional e internacionalmente, o Salvador Bahia Airport, integrante da rede VINCI Airports, acaba de ser indicado para integrar o Comitê Permanente de Meio Ambiente do Conselho Internacional de Aeroportos (ACI Global).  

O mandato de membro do Comitê tem duração de três anos. O Comitê Permanente Global do Meio Ambiente desenvolve as políticas da ACI sobre questões ambientais da aviação global.

É composto por 25 membros de todas as regiões em que a ACI está presente (América Latina e Caribe, África, Ásia-Pacífico, América do Norte e Europa). Os temas tratados incluem poluição sonora, emissões de motores de aeronaves e qualidade do ar nos aeroportos, sistemas de gestão ambiental, gestão de águas subterrâneas, gestão de resíduos e manejo de fauna.  

Desde que foi integrado à VINCI Airports, o Aeroporto de Salvador vem investindo em iniciativas para redução de impactos ambientais e conservação dos recursos naturais. As ações têm como base a política ambiental global da VINCI Airports, Air Pact, que estabelece metas sustentáveis para seus aeroportos a partir de seu compromisso com a preservação do meio ambiente. 

O Aeroporto de Salvador foi pioneiro no Brasil a ser zero efluente (100% dos efluentes são tratados e convertidos em água de reuso) e a não dispensar resíduos sólidos em aterros sanitários, recuperando todo o lixo gerado. Este último feito, inclusive, é uma das metas da Air Pact para 2030, mas que já foi atendida pelo Salvador Bahia Airport no ano de 2020.

O equipamento também saiu na frente com a instalação da primeira usina solar em aeroportos no país, com 4,2 MW de potência, para atender a 30% da necessidade de consumo de energia do terminal de passageiros. 

Além disso, o Aeroporto conquistou o nível 2 da certificação ACA (Airport Carbon Accreditation), concedida pela organização Airport Council International (ACI) e que reconhece progressos em direção à redução da pegada de carbono.  


Estas e outras iniciativas, fizeram com que o Salvador Bahia Airport recebesse o título de “Aeródromo mais sustentável”, concedido pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em 2019, e o Prêmio Via Viva na Categoria Aeroportuária, entregue pelo Ministério da Infraestrutura,  além de reconhecimentos internacionais, como o “ACI-LAC Green Airport Recognition”, em função do trabalho de eficiência energética e o gerenciamento do risco da fauna que desenvolve. 

 

Via: Salvador Bahia Airport

DEIXE UMA RESPOSTA