O Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), encerrou o ano de 2021 com recorde histórico de movimentação de carga (em peso) para um ano. O aeroporto processou um total de 364,3 mil toneladas de carga no ano passado somadas as áreas de importação, exportação, remessas expressas (courier) e cargas nacionais. 

Viracopos teve alta de 38,96% em relação ao ano de 2020. Até o resultado recorde de 364,3 mil toneladas em 2021, o melhor resultado havia sido registrado em 2019 com um total de 262,2 mil toneladas.

Entre os segmentos em destaque no ano estão os de tecnologia, farmacêutico, químico, metalmecânico, vestuário, calçados, frutas e autopeças, entre outros diversos produtos. 

Considerando cada segmento, as altas registradas no ano de 2021 em relação ao ano de 2020 foram: Importação (27,23%), Exportação (44,91%), Remessas Expressas (21,8%) e Carga Nacional (56,65%). 

No período, o TECA (Terminal de Carga) de Viracopos também se consolidou como uma das principais portas de entrada do Brasil de equipamentos e de vacinas usadas no combate à COVID-19. Em 2021, o aeroporto foi a porta de entrada de pelo menos 210 milhões de doses de vacinas. O aeroporto também continuou a realizar grandes operações como a da chegada dos carros e equipamentos da Fórmula 1, por exemplo.  

Aeroporto de Viracopos
Terminal de Carga de Viracopos. Imagem: Divulgação.

Resultados de dezembro 

Considerando apenas o mês de dezembro de 2021, a alta foi de 10% em relação ao mesmo mês de 2020. O Terminal de Carga movimentou um total de 31.262 toneladas ante 28.424 toneladas de 2020. Já dezembro de 2019 teve 17.339 toneladas processadas. 

De acordo com levantamento da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, administradora do aeroporto, o mês de dezembro de 2021 representou o quinto melhor resultado para um mês no ano passado.  

TECA  

O TECA (Terminal de Carga) de Viracopos é responsável por receber cerca de 40% do total de carga importada pelo Brasil via aérea. Em 2020, Viracopos conquistou um certificado internacional que credenciou o terminal a se tornar um dos principais aeroportos da América Latina a importar e exportar produtos da indústria farmacêutica.  

Viracopos também obteve, em 2020, a certificação global CEIV PHARMA (Center of Excellence for Independent Validators in Pharmaceutical Logistics), emitida pela IATA (International Air Transport Association), que tem por objetivo auxiliar as organizações e toda a cadeia de fornecimento de carga aérea a atingir a excelência na logística de produtos farmacêuticos. Com este certificado, Viracopos passou a ser reconhecido como operador global de cargas de produtos farmacêuticos.  

Programas Especiais do TECA  

O TECA de Viracopos lançou em maio o Programa FAST LANE, que tem o objetivo de oferecer um atendimento diferenciado às empresas aéreas cargueiras, premiando sua pontualidade por meio do processamento prioritário dos voos.  

No início de 2021, Viracopos também anunciou a implantação, em conjunto com o Governo de Dubai, do Programa WLP (World Logistics Passport), com o objetivo de alavancar o mercado exterior do Brasil, interligando Viracopos com os países do Oriente Médio, Ásia e África por meio de novas rotas aéreas. Viracopos é o primeiro aeroporto do Brasil a ingressar neste programa mundial e foi escolhido tanto em função de sua localização geográfica estratégica como pela sua importância na cadeia logística de carga nacional e internacional. 

Viracopos lançou um projeto pioneiro entre aeroportos brasileiros que vai reduzir os custos do transporte fracionado de carga importada. Trata-se do Viracopos Cargo – Serviços Logísticos LTL (Less Than Truckload). A principal vantagem do Viracopos Cargo – Serviços Logísticos LTL é o custo reduzido para clientes que precisam retirar poucos volumes no aeroporto, pois o espaço do caminhão da transportadora é dividido com a carga de outros clientes. 

Via Aeroportos Brasil Viracopos

DEIXE UMA RESPOSTA