Aeroporto oficial do GP Brasil receberá 8 voos até sexta-feira; duas primeiras aeronaves pousaram nesta manhã de terça-feira (05/11)

Os carros e equipamentos para o Fórmula 1 Heineken GP do Brasil 2019 começaram a desembarcar no país nesta terça-feira, dia 05/11, no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas (SP), aeroporto oficial do evento. Ao todo serão aproximadamente 600 toneladas transportadas por oito aeronaves Boeing, sendo quatro modelo 747-400, duas 747-800 e uma 747-200.

Viracopos completa neste ano a 18ª operação consecutiva de desembarque e embarque de toda a carga do GP Brasil de F1. Desta vez, serão cinco dias seguidos de chegada de equipamentos no aeroporto: 05/11, 06/11, 07/11, 08/11, 09/11 e 13/11. Os dois primeiros voos pousaram nesta manhã de terça-feira em Viracopos.

Os carros da F1 e os equipamentos são transportados em comboios de carretas para Interlagos. Toda a operação envolve pelo menos 50 pessoas de diversas áreas do aeroporto, de órgãos públicos e de empresas contratadas para o transporte e a logística. Estão previstas pelo menos 103 viagens de carretas para transportar todos os equipamentos e carros dos sete voos para São Paulo. O primeiro comboio seguiu hoje direto para a capital paulista.

“É uma honra receber o GP Brasil de Fórmula 1 mais uma vez e nosso objetivo é continuar a realizar esta operação no Terminal de Cargas de Viracopos, que é um dos mais preparados e eficientes do mundo”, disse o diretor-presidente da concessionária Aeroportos Brasil Viracopos, Gustavo Müssnich.

“A infraestrutura do Terminal de Carga e a operação especial montada pelo aeroporto são essenciais para a eficiência operacional que o GP Brasil de F1, tanto é que esta é 18ª vez que o aeroporto realiza a operação de desembarque e de embarque dos equipamentos”, salientou o diretor de Operações de Viracopos, Marcelo Mota.