Virgin Atlantic conclui substituições de motores Trent 1000 do Boeing 787

Após enfrentar diversos problemas com motores, nesta semana a Virgin Atlantic concluiu a troca de motores Rolls-Royce Trent 1000 em sua frota de aviões Boeing 787.

Ao todo 17 aviões Boeing 787 estão com total capacidade operacional, cerca de 34 motores foram substituídos por uma nova versão do Trent 1000, que promete diminuir os problema de desgaste desses propulsores.

Nos últimos dois anos e meio, desde quando surgiu o primeiro problema em 2017, a empresa britânica concluiu uma quantidade surpreendente de 113 mudanças de motores  em toda a frota de aviões Boeing 787, devido aos problemas de desgaste acentuado dos motores RR.

A Virgin Atlantic ainda não planeja retomar a operação total dos voos internacionais, então boa parte dessas aeronaves ainda devem ficar em solo, em condição de estocagem.

No entanto, um 787-9 de matrícula G-VOOH, completou um voo de teste no Aeroporto de Heathrow em 16 de maio. E nos últimos dias estava operando voos de Xangai para Londres com a função de coletar EPI para o sistema de saúde britânico.

A Virgin Atlantic ainda precisará substituir novamente os motores Trent 1000 em 2021 ou 2022, quando a Rolls-Royce lançar uma nova versão que promete acabar com os problemas de desgaste acentuado nas pás da turbina de alta pressão.

 

DEIXE UMA RESPOSTA