Foto: Virgin Atlantic

A Virgin Atlantic aposentou o último de seus aviões Airbus A340. Os três últimos quadrirreatores voaram para o local de armazenamento no dia 24 de março, marcando o fim de quase duas décadas operando a aeronave.

O último a pousar foi “Lady Luck”, um A340-600, que se junta a outros dois aviões que já estavam no local.

A Virgin vem adiando a aposentadoria de sua frota de A340 por algum tempo, eram oficialmente previstos para sair da companhia aérea no final do ano passado, porém isso levou mais tempo do que o previsto por uma série de problemas enfrentados pela empresa especialmente com os motores do Boeing 787.

Os últimos três A340-600 permaneciam realizando voos comerciais, cuja as matrículas e nomes de batismo eram: G-VWIN ‘Lady Luck’, G-VFIT ‘Dancing Queen’ e G-VNAP ‘Sleeping Beauty Rejuvenated’.

Por alguns anos, a Virgin Atlantic operou dois tipos de aeronaves de quatro motores da Airbus: O A340-300 e o A340-600.

Os primeiros a chegar foram os -300, com o G-VBUS o primeiro a ingressar na frota em novembro de 1993. Também conhecido como ‘Dama de Vermelho’, este A340 ficou com a Virgin por mais de uma década.

A princesa Dianna foi convidada para a revelação do primeiro A340 da Virgin – Lady in Red. Foto: Virgin Atlantic

O primeiro dos aviões do modelo A340-600 ingressou na Virgin em julho de 2002, sendo a Virgin cliente de lançamento dessa variante.


O G-VSHY, ou Madame Butterfly, operou na Virgin por 11 anos, antes de ser repassado para Hi Fly, de Portugal. Este A340 de 17 anos ainda não foi aposentado, e atualmente está sob a propriedade da Mahan Airlines, do Irã, operando com a matrícula EP-MMG.

O A340 mais recentemente entregue foi o G-VBUG, um A340-600 entregue em fevereiro de 2007. Nomeado ‘Lady Bird’ pela companhia aérea, este A340 foi retirado de uso no dia 20 de fevereiro do ano passado.

Este é infelizmente mais um fim de uma aeronave histórica, e icônica na história de grandes companhias aéreas.

 

DEIXE UMA RESPOSTA