Virgin Atlantic, de Richard Branson, fala em arrecadar mais de US$ 916 milhões

Virgin Atlantic

A Virgin Atlantic, companhia aérea transatlântica sediada no Reino Unido, está conversando com o Deutsche Bank AG, entre outras instituições, sobre a arrecadação de cerca de 750 milhões de libras (916 milhões de dólares) para ajudar a enfrentar a queda na demanda provocada pela pandemia de coronavírus, de acordo com uma pessoa familiarizada com o assunto.

O banco alemão está entre um grupo de cerca de uma dúzia de instituições, principalmente empresas de private equity, com as quais a Virgin Atlantic está conversando nesta semana e na próxima, disse essa pessoa. O Deutsche Bank se recusou a comentar.

Por enquanto não há previsão para que a empresa receba esse aporte financeiro, que pode ajudar na recuperação da mesma após a pandemia.

Anteriormente Branson solicitou anteriormente um apoio do governo para a Virgin Atlantic sobreviver à crise, porém ainda enfrenta um impasse para receber recursos do Reino Unido em forma de empréstimo, e provavelmente não deve fazer parte das empresas que receberam o auxílio.

Em abril a empresa determinou a aposentadoria imediata do Boeing 747-400, antes a empresa esperava receber mais aviões Airbus A350-1000 para substituir o jumbo. Desta forma, a Virgin Atlantic abandona de vez as operações com a aeronave que iniciou seus voos.

E para piorar, a companhia precisará cortar 3150 funcionários do seu quadro de colaboradores. Devido a sua redução de tamanho, e no final para economizar dinheiro.

DEIXE UMA RESPOSTA