Virgin Atlantic vende 2 Boeings 787-9 por US$ 92,8 milhões

Foto: Simple Flying

A Virgin Atlantic realizou a venda de duas aeronaves Boeing 787-9 no valor de £ 70 milhões (US$ 92,8 milhões). Mesmo com a venda das aeronaves, a companhia ainda continuará operando os aviões em regime de aluguel.

Essa pratica se tornou comum entre as companhias aéreas como uma forma de manter a aeronave na frota com o custo mais baixo. A venda das aeronaves foi para a Griffin Global Asset Management com o apoio Bain Capital. A Bain Capital se tornou a nova proprietária da Virgin Austrália.

Com a venda dos dois aviões, a Virgin Atlantic espera receber um montante de US$ 92,8 com o negócio. Atualmente a companhia possui 17 Boeings 787-9 na frota, sendo 4 dessas aeronaves podendo ser alugadas da Global.

“Esta oportunidade de financiamento, referente a dois de nossos 787s, nos permite pagar dívidas e melhorar nossa posição de caixa em 2021 … Estamos confiantes de que a Virgin Atlantic sairá da crise do COVID-19 como uma companhia aérea sustentável e lucrativa, com um balanço patrimonial saudável.” Disse um porta-voz da Virgin.

A aposta agora da companhia aérea é nos Boeings 787 e no Airbus A350, sendo que nesse ano aposentou os seus Airbus A340 e seus Boeings 747. Ainda em maio, a companhia concluiu a troca de motores Rolls-Royce Trent 1000 do 787.

Ainda possui na frota alguns Airbus A330 que podem ser os próximos a deixar a frota da empresa em breve. Além de trocar os antigos aviões A340 por A350, a Virgin possui encomendas para o A330neo também. Com isso a empresa passaria a ter uma frota totalmente nova e do que há mais moderno disponível no mercado de aviação.

 

DEIXE UMA RESPOSTA