Virgin Orbit: Foto: RAF

A Virgin Orbit realizou no último dia 30 de junho sua primeira missão para colocar satélites em órbita utilizando o seu Boeing 747-400, que já operou na companhia Virgin Atlantic anteriormente.

O lançamento foi gravado pela empresa, mostrando as manobras do Boeing 747 para lançar o foguete, alocado na raiz da asa esquerda, perto da fuselagem. Todo o procedimento é realizado entre 31500 a 40000 pés de altitude.

O avião ficou no ar por uma hora e meia e pousou com sucesso às 08h31, horário local, em Mojave, tendo concluído sua missão sobre o Oceano Pacífico. Oito satélites pequenos de três países (Polônia, Holanda e Estados Unidos) foram colocados em órbita com sucesso.

O foguete caiu como planejado no Deserto de Mojave, nos Estados Unidos, enquanto o avião, apelidado de Cosmic Girl, continuou em sua rota de voo, pousando em um aeroporto do local.

O novo sistema de lançamento da Virgin Orbit usa uma técnica chamada de lançamento aéreo, na qual um foguete é lançado sob a asa de um avião a jato, em vez de uma plataforma de lançamento tradicional no solo.

Além de melhorar a capacidade de carga do foguete, esta técnica permite que o sistema LauncherOne seja o serviço de lançamento mais flexível e ágil do mundo, voando em curto prazo e de uma ampla variedade de locais para acessar qualquer órbita.

Toda a operação foi realizada a partir do Deserto de Mojave, nos Estados Unidos, voando até o Oceano Pacífico, onde o lançamento foi realizado.

A Virgin Orbit já tem lançamentos reservados por clientes que vão desde a Força Espacial dos EUA e a Força Aérea Real do Reino Unido até clientes comerciais como Swarm Technologies, SITAEL da Itália e GomSpace da Dinamarca.

DEIXE UMA RESPOSTA